Fechar Página

Sandro Penelú
É Cantor, compositor e violonista profissional, com especialização em violão popular e dissonante. Foi vencedor do Festival de Música da antiga Rádio Cultura, em 1988, recebendo ainda troféu melhor arranjo e melhor interpretação. Em 1989, participou do projeto “OFICINA DE MÚSICA”, coletânea gravada com diversos artistas emergentes da época, na qual, além de intérprete de sua própria música, foi também convidado especial para vocal em todas as faixas e responsável pelos arranjos de violão, participando também como diretor musical daquele projeto. Foi vice-campeão do I MUSIFEST, realizado no palco do Feira Tênis Clube (1991).
 
Conquistou por dois anos consecutivos o troféu Melhor Voz e Violão do Ano (1992 e 1993), promovido pela Nativa Chic Produções. Foi co-produtor e arranjador do disco de Janno, no qual uma música sua foi gravada, “Encanto”, a qual seguiu durante dez anos sendo tocada no rádio! Foi também finalista do I FECON, festival de música realizado em 1997, no palco do CCAAm, participando do disco deste festival em duas de suas faixas, um feito praticamente inédito em se tratando de festivais. Participou também como arranjador do disco de Almery Bastos, no qual tem uma participação especial em uma das faixas e acaba de lançar o seu próprio CD.
 
Sandro Penelú atua em casas de show, em Feira de Santana, há exatos vinte e um anos, sempre desfilando um repertório à base da MPB e Pop Nacional, além de exercer outras atividades vinculadas a arte e a noite feirense, sendo também colunista do Jornal “Feira Noite e Dia”, onde mantém uma coluna sobre atividades artística e uma agenda, na qual divulga seu trabalho e dos demais colegas artistas que a ele solicita.
 
Podemos afirmar que Sandro Penelú, é parte da Cultura e da noite feirense, por seu excelente trabalho, e também por seu espírito de solidariedade aos demais artistas da comunidade.
 
(VIVA FEIRA 2010)
 
SANDRO PENELÚ TEM A EXELÊNCIA DE SER UM CRIADOR INQUIETO, QUE ESTÁ SEMPRE SE RENOVANDO, POR ISSO MESMO, ELE ELABOROU VÁRIOS BLOGS PARA EXPRESSAR SUA ARTE LIVREMENTE. CONHEÇA OS TRABALHOS DE SANDRO, ALÉM DO CANETA AFIADA:









Nosso incrível vocabulário


Publicado em: 16/06/2022 - 10:06:23


 

Rico e extenso, o nosso vocabulário nos surpreende a cada dia. Veja algumas palavras, cujo significado nada tem a ver com o que parece.

 

Bichice – Afago; carinho.

Cebolão – Relógio grande, de prata.

Farofeiro – Aquele que tem amor próprio.

Baiana – Capa de couro, usada por sobre a sela, para carregar roupas.

Peido – Pessoa muito pequena (Cá, cá, cá, cá!)

Picote – Ponto de rendaria, muito usado em rendas finas.

Bichão – Sujeito valentão e experiente.

Pagode – Pavilhão usado para culto, por alguns povos asiáticos.

Picão – Instrumento para picar pedras. O mesmo que picareta.

Suruba – Pessoa boa e poderosa.

Porrão – Homem baixo e atarracado.

Siririca – Uma espécie de anzol.

Bumbum – Estrondo; pancada; som de zabumba.

Picaço – Cavalo escuro, com testas ou pés brancos.

Bacanal – Festa em honra ao deus grego Baco.

Cínico – Adepto da Escola Cínica de Arístene, fundada no Século IV, antes de Cristo.

Gala – Traje para atos solenes.

Puteal – Muro de pedras em volta da boca de um poço.

 

Pois é, se você é um peido farofeiro (pessoa muito pequena e que tem amor próprio), possui um belo cebolão (relógio grande, de prata) e está precisando de bichice (carinho) e não encontra pessoa alguma para fazê-lo, é melhor você fazer uma siririca (espécie de anzol) e ir pescar no Rio Jacuipe. E não se esqueça de levar um picão (uma picareta), para ajudar a armar a barraca. Porém, se você é um bichão suruba (sujeito experiente, bom e forte), então o melhor a fazer é subir num picaço (cavalo escuro, com testa e pés brancos), vestir-se com gala (trajes para atos importantes) e ir a um bacanal (festa em homenagem ao deus Baco), aí com certeza você vai curtir muito bumbum (som de zabumba) num puteal (muro de pedras). (Cá, cá, cá, cá, cá, cá, cá, cá!)

 

*”PÉROLAS” ENCONTRADAS EM ALGUNS JORNAIS PELO BRASIL – Ta pensando que é só em redações que se encontram pérolas? Nos jornais também. Veja aí:

“Depois de algum tempo, a água corrente foi instalada no cemitério, para satisfação dos habitantes”. (Cá, cá, cá, cá!)

“A nova terapia traz esperanças a todos que morrem de câncer a cada ano”. (Inacreditável)

“Os sete artistas compõem um trio de talento”. (!)

“A vítima foi estrangulada a golpes de facão”.

“Quatro hectares de trigo foram queimados. Em princípio, trata-se de um incêndio”. (Cá, cá, cá, cá!)

“O velho, reformado, antes de apertar o pescoço da mulher até a morte, se suicidou”.

“Na chegada da polícia, o cadáver se encontrava rigorosamente imóvel”. (Para com isso!)

 



Fonte:







Página de 277

| | | | |
Prxima ->




(75) 4141-2757 (fixo) e (75) 8821-6940



© 2022 - Todos os direitos reservados - www.vivafeira.com.br