menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Santos
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
NOVAS TECNOLOGIAS E ENGENHARIAS PROTAGONIZARAM EVENTO UNEF/FAN


Publicado em: 03/12/2019 - 00:12:54

    Os organizadores da UNIGEN 4.0 trouxeram para Feira de Santana um evento sobre O que há de mais atual na área das engenharias. A iniciativa das faculdade UNEF (Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana) e FAN (Faculdade Nobre) atraiu um público de mais de mil pessoas entre estudantes dos cursos de Engenharia Civil, Química, Ambiental e Sanitária, Elétrica, Mecânica e de Produção, professores, coordenadores, visitantes, empresas convidadas e expositores para essa feira de tecnologia que aconteceu no início do mês de novembro.
    A reunião dos seis cursos de Engenharias da UNEF e da FAN esse ano trouxe discussões a respeito de temas importantes como a “Indústria 4.0”, por exemplo. Com uma programação que se estendeu por três dias, o evento abordou o constante desenvolvimento tecnológico, associando a importância da Engenharia ao contexto atual e, simultaneamente, buscou mostrar o quanto a sociedade pode ser beneficiada com os avanços do segmento.
    “O slogan diz muito sobre essa iniciativa. A UNIGEN 4.0 colabora efetivamente com a revolução das engenharias”, diz Bianca Figueiredo, coordenadora dos cursos de engenharias do Grupo Nobre. Para o diretor acadêmico da UNEF, Getúlio Bomfim, os protótipos apresentados nessa edição surpreenderam. “Projetos, protótipos, produtos… um tecnológico em robótica, tecnologias limpas, modelagem de relevo em 3D, automação residencial via smartphone, envase automatizado, dentre outros projetos”.
    Além de apresentações de mais de 100 trabalhos científicos, a terceira edição da UNIGEN 4.0 contou com uma vasta programação em que o público teve a oportunidade participar e conferir de perto exposições de protótipos, palestras, minicursos, estudos de caso, mesas redondas, desafio de ponte de palito, competição de kart, shows musicais, dentre outras atividades.

AUTORIA: Release da Ascom do Grupo Nober - Cid Fiúza
Fotos




SEMANA DA BIBLIOTECA E DA CONSCIÊNCIA NEGRA MOVIMENTAM A UniFTC


Publicado em: 25/11/2019 - 10:11:03

    Você já leu um livro hoje? A pergunta, aparentemente despretensiosa, na verdade é um convite para visitar a exposição literária que está sendo realizada pela Biblioteca da UniFTC Feira de Santana e quem sabe até ganhar um dos exemplares de romance ou contos. A Semana da Biblioteca e da Consciência Negra, aberta oficialmente segunda-feira (18) e encerrada nesta quinta-feira (21), com uma vasta programação, que incluiu ainda workshop, oficina e apresentações culturais.
    Um dos destaques do evento, que envolve ainda os cursos de Enfermagem, Educação Física e Direito, é o Projeto Afrobrasilidades, que movimentou a noite desta quarta-feira (20) com oficina de capoeira, apresentação de maculelê e samba de roda e produção de turbantes, tranças afro e corte de cabelo. Tudo isso em comemoração ao Dia da Consciência Negra, que também foi tema de workshop sobre “Racismo Estrutural” e “Consciência Negra e Vulnerabilidade Social”.
    Ao falar sobre a construção do conceito de raça, Bruno Silva, engenheiro civil e estudioso das questões étnicas, citou a filósofa alemã Hannah Arendt, que no livro As Origens do Totalitarismo defende a ideia de que o termo   raça surge “para tentar justificar as diferenças que existem entre os diversos grupos humanos”.  Segundo ele, do ponto de vista da estrutura genética só existe uma raça, a humana. “Mas, ainda assim, utilizamos a categoria raça como balística para pensar as relações sociais”, disse.
    “Pensando nos aspectos psicológicos que se correlacionam com o racismo estrutural, temos o processo de adoecimento psíquico de diversas pessoas negras, por conta do próprio racismo da sociedade, mais especificamente nos ambientes em que a desigualdade é mais identificada”, destacou Suellen Amaral, psicóloga e coordenadora do Núcleo Moverafro de Mulheres Negras. Ela falou ainda sobre o processo de normatização da branquitude, colocada como padrão de vida, enquanto os negros ocupam lugar de subalternidade.
    Já Juciara Santos, licenciada em Letras com Francês e também graduada em Psicologia, discorreu sobre a própria vivência, especialmente na vida acadêmica. “Nos sentíamos estrangeiros, pois mesmo nos cursos de menos prestígio era muito rara a presença do negro”, contou. Segundo ela, como mulher negra e trabalhadora, cursou a primeira graduação movida pela paixão pelas letras. Na segunda, uma constatação: “Psicologia é um curso de elite. “Na minha época nem se falava na questão racial”, ressaltou, parabenizando a iniciativa da Instituição em promover o evento.
    De acordo com o supervisor da Biblioteca, Makson de Jesus Reis, o elo entre os dois eventos foi a necessidade de promover uma discussão literária e acadêmica a respeito do racismo estrutural e suas implicações na sociedade. “Entendemos que a Biblioteca é o espaço ideal para debater questões que fazem parte da história, como os fatos relacionados à cultura negra”, afirmou o bibliotecário, destacando que a programação contemplou ainda atividades de incentivo à leitura.

AUTORIA: Release da Ascom da FTC - Madalena de Jesus
Fotos




SEMINÁRIO SOBRE MULHERES NEGRAS INICIOU AS AÇÕES DO NOVEMBRO NEGRO NA UEFS


Publicado em: 22/11/2019 - 05:11:29

    “Quando uma mulher negra se movimenta, toda a estrutura da sociedade se movimenta com ela”, essa frase de Angela Davis tem muito significado e pôde ser sentida no seminário temático “Mulheres Negras no curso de Pedagogia: dificuldades e aprendizagens”, promovido pelo colegiado de Pedagogia e o Carolinas, Diretório Acadêmico de Pedagogia. O mês de novembro é um período de enfatizar a luta antirracista no Brasil. O seminário que iniciou as atividades do Novembro Negro na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), ocorreu na terça-feira (5). A atividade levou um grande público ao auditório do módulo 7.
    Com intuito de promover a integração, conhecer as vivências na academia e das mulheres negras, a ação teve como palestrantes Thaís Neves da Paixão, graduanda do curso de Pedagogia, Maria Aparecida Rodrigues Rocha, formanda de Pedagogia, Aline de Jesus Barros, egressa e professora na Rede Municipal de Feira de Santana, e Sandra Nívia Soares de Oliveira, docente de Pedagogia e Pró-reitora de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis (Propaae).
    Sandra Nívia discorreu sobre as dificuldades e aprendizagens dos professores e da própria universidade dentro do tema da atividade. De acordo com a pró-reitora, a universidade tem a capacidade de promover a reflexão do mundo. “Estar na universidade é ocupar um lugar de poder! Fico feliz quando escuto que ao entrar na academia pensam no curso de pedagogia e enquanto egressos da escola básica, refletem no que ela negou, também quando fazem a projeção, pensam em que professor querem ser para contribuir na formação de mulheres e homens do ensino básico”, defendeu.
    A formanda Ma
ria Aparecida, relatou que para o caminho trilhado até o final da graduação foram necessárias três coisas: fé, solidariedade e as políticas públicas. A discente, que participou de atividades de extensão e vivenciou os caminhos da academia, entende que a educação é uma ferramenta essencial e transformadora para todos. “As cotas não nos tornam inferiores, é uma oportunidade! Nós temos capacidade, fazemos as atividades e as mesmas provas que os não cotistas, se chegamos no final, mesmo com dificuldades, é porque de fato podemos”, defendeu ela sobre a necessidade de reparações históricas para transformações político-sociais.
    Para Joice Miranda de Jesus, discente do 2º semestre e integrante do Carolinas, o espaço se destina a dar vozes e reafirmar que as mulheres negras podem participar de todos os espaços na universidade. “O nosso principal objetivo é falar que as negras podem sim participar da universidade, terminar o curso e ter uma boa formação como as outras pessoas”, afirmou a estudante sobre a relevância do debate para além do momento, para toda o período da graduação.

AUTORIA: Release da Ascom UEFS



UEFS REALIZA AÇÃO DA FLIFS NA CASE MELO MATOS


Publicado em: 18/11/2019 - 20:11:44

    A Pró-reitoria de Extensão da Universidade Estadual de Feira de Santana (Proex/Uefs) promoveu a ação da Feira do Livro (Flifs) na Comunidade de Atendimento Socioeducativo Juiz de Melo Matos. O evento que surgiu a partir do convite da Case, contou com atividades musicais e literárias.
    Durante o turno da manhã, ocorreram apresentações de artistas que já expõem seus trabalhos na Feira, entre eles o cordelista Romildo Alves, que declamou e distribuiu cordéis; e a professora Luciene Santos fez contação de histórias. No turno vespertino houve a oficina de isogravura, técnica contemporânea de impressão inspirada na xilogravura, ministrada por Luiz Natividade. Além dessas atividades, os jovens também mostraram o que produzem em torno da cultura, apresentações musicais foram realizadas pela manhã e tarde. Todos os internos FOTO: Proex/Uefsreceberem a doação de um livro voltado para o público infanto-juvenil.
    Cristiana Barbosa, analista universitária da Uefs, avaliou as atividades para crianças e adolescentes da Case como “uma experiência nova, bonita e comovente! É possível perceber a vulnerabilidade social do grupo que pertence às camadas populares, que são marginados, e tiveram a possibilidade de vivenciar a Flifs", defendeu ela sobre o impacto social do evento que ocorreu pela primeira vez no espaço.
    Outra Comunidade de Atendimento Socioeducativo beneficiada pela atividade foi a Zilda Arns, que recebeu a doação de 110 livros direcionados a educação dos internos.

AUTORIA: Release da Ascom UEFS
Fotos




X SEMINÁRIO SOBRE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO BÁSICA


Publicado em: 18/11/2019 - 18:11:39

    A Academia de Educação de Feira de Santana realizou na manhã do dia 12 de novembro próximo passado a décima edição do Seminário que este ano teve como tema a Avaliação do Desempenho da Aprendizagem no que se refere à evolução do IDEB.
    Um evento muito prestigiado, com cerca de cem pessoas, em cuja abertura contou com a presença do Prefeito Municipal Dr. Colbert Martins Filho, do Secretário Municipal de Educação Dr. Marcelo Neves, membros da equipe de trabalho daquela secretaria, gestores, docentes, coordenadores pedagógicos e pessoas da comunidade interessadas no tema. Contou também com a presença da Secretária Municipal de Educação de Itatim, Profa. Jumara Bonfim  e a Diretora de Ensino Profa. Alessandra Pereira dos Santos, convidadas a apresentar a experiência daquele Município que alcança o maior nível do IDEB na Bahia.
    Os trabalhos foram iniciados com uma abordagem apresentada pela Acadêmica  Profa. Anaci Paim a respeito dos indicadores do IDEB, os aspectos que marcam a evolução da Educação, incluindo as suas características desde o início ao nível atual em termos de evolução tecnológica, a denominada educação 4.0.
    Exposições extremamente importantes fizeram parte da programação do Seminário. As representantes do Município de Itatim elencaram as ações e os fatores  que foram decisivos para os dados atuais, quando aquele município alcança 7.1 como índice do IDEB  dos anos iniciais, sendo o maior do Estado da Bahia.
    As Diretoras do Centro de Educação Monteiro Lobato, Profa. Claudine Cordeiro e da Escola Municipal Dr. Antônio de Freitas Borja Profa. Cristine Cardim, também apresentaram  as ações que vem sendo implementadas naquelas unidades escolares, os desafios e as possibilidades e  que resultaram na elevação do IDEB nos últimos anos.
    Foram ricas apresentações e reflexões, culminando com a  abordagem por parte  de alguns dos participantes, que externaram suas impressões tanto sobre o tema como sobre a importância do evento.
    Encerrando as atividades o Presidente da Academia de Educação Professor Josué Mello apresentou agradecimentos a todos que se envolveram nesse importante trabalho, especialmente ao Município de Itatim, que se dispôs a estar aqui apresentando suas experiências, dizendo que a academia continuará no seu papel de vanguarda, suscitando o debate de temas tão importantes como esse, da Qualidade da Educação Básica, além do tema Violência na Escola, dentre outros.
    Naquela oportunidade aconteceu o lançamento da Revista numero 2 da Academia, que foi disponibilizada a todos os presentes.

AUTORIA: Release da Ascom da Academia de Educação de Feira de Santana - Ba.



ESCRITORA FEIRENSE CONQUISTA SELO JOÃO UBALDO RIBEIRO


Publicado em: 28/10/2019 - 01:10:14

    A poeta Nívia Maria Vasconcellos recebe o Selo João Ubaldo Ribeiro – um dos mais importantes prêmios da literatura baiana. O prêmio literário é promovido pela prefeitura de Salvador, através da Fundação Gregório de Matos (FGM). O evento de lançamento das obras contempladas ocorrerá nesta terça-feira (22), no auditório da nova sede da FGM e no espaço Nilda Spencer, localizada na Rua do Couro, s/n, Barroquinha, em Salvador, onde ocorrerá distribuição de exemplares dos livros selecionados e os autógrafos dos autores premiados.
    O Selo visa valorizar escritores e escritoras que morem em Salvador, resgatando a tradição em lançar grandes obras que exaltam a cultura baiana e brasileira. “Estou morando em Salvador há 5 anos, vim para concluir o meu doutorado em Literatura na Universidade Federal da Bahia (UFBA) e acabei me instalando aqui por causa do trabalho, mas estou sempre em Feira de Santana e levarei Feira comigo aonde eu for, meu coração permanece lá, é a minha base, é onde estão meus familiares e muitas de minhas amizades”, comentou Nívia Mª. Vasconcellos.
    Durante o evento, Nívia lançará a novela “A paixão dos suicidas”, selecionada na categoria livre. Haverá também livros nas categorias drama, crônica, poesia, novela, conto, romance, conto infantil e HQ, dos autores Luciana Comin, Gilka Bandeira, Marcus Vínicius Rodrigues, Adelice Sousa, Antônio Farias, Carla Bittencourt e Marcelo Lima, que também é feirense.

AUTORIA: Release da Culturass - Cid Fiúza



APRESENTAÇÃO DO SHOW FUXICO POÉTICO FOI DESTAQUE NO FLIGÊ.


Publicado em: 24/09/2019 - 18:09:31

    Dia 16 de agosto, às 16:00 horas, na Praça dos Garimpeiros, na cidade de Mucugê / BA, ocorreu conforme programação da quarta edição da Feira Literária de Mucugê – FLIGÊ, a apresentação do show Fuxico Poético, com o poeta feirense Setúval, o músico e multi-instrumentista feirense Mano Gavazza, os poetas e declamadores baianos Lucas Galvão e Geise Mascarenhas.
    O show Fuxico Poético é uma proposta literária, cultural, educacional e artística que se constitui na apresentação oral poética, musical, instrumental e teatral tendo como proposta estabelecer um elo de aproximação das vertentes literárias, da canção e da interpretação, com o público infanto-juvenil e adulto, constituída em uma conversa-show.    Através de uma maneira lúdica, ilustrativa e instrumental a abordagem dada na apresentação da conversa-show está relacionada com recortes de conversas que vão sendo costuradas e emolduradas com temas envolventes nas poesias e nas canções, ao mesmo tempo, discorrendo sobre o poder da leitura e das palavras na vida das pessoas.
    O tema do recital baseia-se na confecção dos fuxicos (trouxinhas circulares costuradas de forma artesanal com sobras de tecidos) como pano de fundo para ilustrar a metáfora entre o coser nos retalhos e o tecer das palavras de modo a entendê-las como expressões que se conjugam para a criação poética e na formação do leitor. Para tanto, estabelecendo uma interação com o público através de uma linguagem acessível e com questionamentos reflexivos.
    Na apresentação faz-se uso de poemas autorais de Setúval, Lucas Galvão e Geise Mascarenhas e de autores brasileiros como Patativa do Assaré, Manoel de Barros, Elias José, Mário Quintana e Castro Alves, o homenageado da edição da Feira Literária, além do poeta português Fernando Pessoa, os quais vão sendo costurados pelas músicas de Paulinho Pedra Azul, Dorival Caymmi, Caetano Veloso, Toquinho, Vinicius de Moraes, Chico Buarque, Gilberto Gil, Dominguinhos, Dolores Duran, entre outros.
    Alguns depoimentos, proferidos após a apresentação dos artistas, revelaram o significativo destaque do show Fuxico Poético no evento: “Eu estava cobrindo a Fligê para o sistema UESB de rádio e TV educativas. Entre a correria de uma pauta e outra meus ouvidos foram tomados pelo som do dedilhado de um violão. Quando olho para o palco vejo uma bela moça de vestido de branco, ornado de fuxicos, que se aproxima do centro do palco e começa a recitar uma poesia. Aquilo me encanta. Logo depois, um homem de chapéu vem ao centro do palco e solta a voz enchendo de poesia toda praça. Em seguida, um outro jovem pega a moça pela mão, declama para ela e ela para ele. Foi uma das coisas mais belas que vi na Fligê.  Não pude ficar até o fim da apresentação, pois minhas pautas me requisitaram . Mas sem dúvida alguma o Fuxico Poético tocou meu coração.” (Fabrício Gama, chefe de redação do Sistema UESB de Rádio e TV Educativa – SURTE).
    “O Fuxico Poético fez uma participação muito singela na Fligê. Eu tive a oportunidade, mesmo fazendo a coordenação de produção do evento, ver o início do Fuxico Poético, sendo que fui pego de surpresa com a música que tenho uma afinidade muito forte que é do Paulinho Pedra Azul, Jardim da fantasia. Acredito que em forma de música, levar a poesia às pessoas, faz despertar o gosto pela leitura.” (Marcelo Bonfá, comunicador, coordenador e produtor cultural da FLIGÊ).
    O show Fuxico Poético teve início desde 2018 , tendo o seu lançamento em Feira de Santana, no Bar e Restaurante Criôlo, neste tendo mais duas apresentações posteriores, sendo que depois apresentado em Salvador, no Porto dos Livros, com as participações especiais dos músicos baianos Dann Silveira e Pedro Sampaio. Segundo informações obtidas pelo grupo, o show irá se apresentar em outras cidades baianas, inclusive, no circuito de Feira de Santana, a saber, pela divulgação da agenda em breve.
    O objetivo central do recital Fuxico Poético é possibilitar o envolvimento do público com o encantamento das palavras pelo costurar poético e musical, articulando esses elementos com o poder da comunicação oral e artística para emoldurar o fuxico de uma boa conversa literária com poemas, músicas diversificadas e o uso de instrumentos sonoros como violão, flauta transversal e de percussão.
    Segundo Setúval, idealizador do projeto, comenta: “A participação no FLIGÊ se tornou inesquecível a partir do momento que nós artistas de Feira de Santana fomos recebidos de um modo muito especial pela coordenação do evento, manifestado pelo carinho e credibilidade na nossa arte. Ainda mais, por representar a nossa cidade, nessa edição da Feira Literária de Mucugê, com um bom público presente nos prestigiando e lançando os melhores comentários quando, após a apresentação, se dirigiam para falar sobre o show. A manifestação da imprensa, após o show, nos procurando para dar entrevistas legitimou o valor do nosso espetáculo. É muito prazeroso sentir que a sua arte é reconhecida.”

AUTORIA: Release do Evento



ABERTO DO CUCA REÚNE DIVERSIDADE CULTURAL FEIRENSE

Em sua 13ª Edição o Aberto do CUCA movimentou a última quinta-feira com muita arte e cultura apoiando a diversidade cultural, hoje tão presente em Feira de Santana

Publicado em: 13/09/2019 - 17:09:21

    As várias formas de artes desenvolvidas em Feira de Santana foram contempladas na 13ª edição do “Aberto do Cuca” por cerca de 3 mil pessoas. As 140 apresentações, exposições de trabalhos nas áreas de artes plásticas, cinema, dança, literatura, música e teatro encantaram o público na quinta-feira, 12 de setembro, no Centro Universitário de Cultura e Arte da Universidade Estadual de Feira de Santana (Cuca/Uefs).
    O diretor do Cuca, Aldo Moraes, avaliou positivamente o evento, ressaltando que “o Aberto funciona como vitrine para as diferentes expressões da arte do município. O evento atendeu totalmente às expectativas”, completou o diretor.
    Janine Victória Silva Nascimento, já veterana no Aberto, apresentou um renomado musical da Broadway, o ‘Wicked’. Janine entende que o espaço é relevante para os artistas locais por ser uma forma de reconhecimento dos trabalhos produzidos.
    Michele Farias participou pela primeira vez da atividade, juntamente com sua família. Ela se surpreendeu com a diversidade de linguagens artísticas no evento. “Queria conseguir ir em todas as apresentações porque são muito interessantes e não é todo dia que vejo coisas assim aqui na cidade. Agora que eu conheci o Aberto do Cuca vou vir toda vez”, afirmou.
    O evento acontece sempre no mês de setembro.

AUTORIA: Release da Ascom UEFS
Fotos




ENCONTRO DE ADMINISTRAÇÃO DISCUTE CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO NA FTC


Publicado em: 11/09/2019 - 02:09:50

    “Criatividade é trazer ideias novas e quando a colocamos em prática, trazendo benefícios para a sociedade, estamos praticando a inovação”. A afirmação foi feita pela professora Roberta Carvalho, durante palestra no III Encontro de Administradores (ENCAD), realizado na noite desta segunda-feira (9), no Auditório Professora Terezinha Mamona, no campus do Centro Universitário FTC Feira de Santana. Além da palestrante, participaram do evento três egressos do curso de Administração.
    De acordo com Roberta Carvalho, que tem formação na área de Marketing, criatividade e inovação são recursos inesgotáveis, sem os quais perdemos a nossa humanidade. “Nada impede que tenhamos acesso ao nosso repertório criativo”, destacou, enfatizando que “A criatividade está no campo da imaginação, algo novo, enquanto a inovação requer produto, utilidade, benefício social”. A palestrante falou ainda sobre a necessidade de furar o bloqueio imposto pelo medo e pelos filtros criados ao longo da vida para que o processo criativo seja pleno.
    Reflexivo e motivador. Assim a professora Jucicleide Nascimento, coordenadora do curso de Administração, definiu encontro, cujo ponto alto foi a apresentação dos resultados das vivências de egressos, como forma de inspirar novos projetos de empreendedorismo. “É muito bom ver nossos ex-alunos já inseridos no mercado de trabalho, com a consciência da motivação que as suas histórias representam para novos profissionais da área”, comemorou.
    Participaram do III ENCAD os egressos Dilton Coutinho, administrador e radialista, gestor na área de comunicação, falou sobre os desafios de dirigir o programa de rádio de maior audiência na cidade e região (Acorda Cidade, Rádio Sociedade FM News) e o site que leva o mesmo nome, e Josi Rodrigues falou de sua experiência como sucessora dos negócios da família, na empresa Terpel Móveis. Já Flávio Pimentel discorreu sobre a sua experiência como Gerente Regional de Suporte à Gestão da Embasa, no município de Barreiras.
    Ao dar as boas-vindas aos participantes, a professora Marcly Amorim Pizzani, diretora do Centro Universitário FTC Ferira de Santana, lembrou que o curso de Administração foi o primeiro da Instituição, que também carrega a marca do pioneirismo. Sobre o encontro, ela disse que é “uma proposta inovadora e integradora, que movimenta o conhecimento e estimula ações empreendedoras”. A diretora destacou a participação dos egressos, como forma de estimular a formação profissional.

AUTORIA: Release da Ascom da FTC - Madalena de Jesus
Fotos




Mais Notícias

    A poeta Nívia Maria Vasconcellos recebe o Selo João Ubaldo Ribei...

    Dia 16 de agosto, às 16:00 horas, na Praça dos Garimpeiros, na c...

    As várias formas de artes desenvolvidas em Feira de Santana foram conte...

    “Criatividade é trazer ideias novas e quando a colocamos em pr&aa...

    A arte se incumbiu de antecipar nesta manhã o que está previsto ...

    Na sétima edição da Palestra com Pesquisadores, o Museu P...

         Afirma Celiah que a história da mulher br...

    Quatro educadores passaram a integrar a Academia de educação na ...

    Realizada entre os dias 30 de maio e 1 de junho, a 2ª Jornada de Odontolo...

    Rosidalva de Araujo Dias de 28 anos, moradora do centro da cidade de Sã...


Página de 23
| | | | |

 

Apoio Cultural:



Natal Encantado

Higienizar

Viva Feira
New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados