menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Dr. Ed Forró
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Santos
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
As aventuras de Perebinha - Episódio IX

Na Padaria
Publicado em: 16/11/2021 - 17:11:01
Fonte: João Bosco da Silva


Chegou outro sábado e todos já estavam esperando o programa da rádio Quionda, e a audiência cada semana aumentava mais.

LOCUTOR:

- Bom dia Perebinha, vai contar o que hoje?

PEREBINHA

- Olá seu Heitor e ouvintes! Hoje vou contar que eu fui numa padaria na capital com meu pai.

O LOCUTOR:

- Legal, a padaria de capital vende muitas coisas?

PEREBINHA

- Logo na chegada teve uma coisa que eu não entendi. Na padaria tem bicho que pega de noite? A moça que estava no balcão pegou na mão de painho e disse que de noite o bicho ia pegar. Ele passou uma mão na outra, parecendo que estava lavando.

O LOCUTOR:

- Não entendi também, mas não pergunte ao seu pai, pois o bicho pode ser perigoso e ele não vai gostar. O que você viu mais? Essas padarias grandes vendem de tudo nas capitais.

PEREBINHA

- Meu pai perguntou que pão tinha, e a mulher disse: Pão caseiro, de queijo, recheado, de leite, doce, de milho, dormido, caseirinho, cacetinho, baguete e pão de corno? O que é pão de corno? E pão dormido?

O LOCUTOR:

- Deixe de ser doido. O nome é pão de forno. A pão dormido é o que ficou do outro dia, e serve para fazer farinha de rosca e empanados.

PEREBINHA

- Legal que você sabe muita coisa de pão. Parece que meu pai já conhecia aquela mulher da padaria. Ela perguntou se meu pai queria experimentar uma rosquinha e tirar o atraso. Rosquinha e atraso?

O LOCUTOR:

- Sei lá o que é isso! Muda de assunto, o povo está ouvindo a gente. O que ele comprou na padaria?

PEREBINHA

- A rosquinha ficou para de noite. Comprou pão cacetinho e caldo de pinto. Lá vende tudo.

O LOCUTOR:

- Eita menino, muitas dessas comidas não conheço. Na padaria vende até gás, O que ele comprou mais?

PEREBINHA

- Ele comprou dois cuscuzes e dois cafezes. O senhor sabe o que o tomate foi fazer no banco?

O LOCUTOR:

- Os nomes seriam cuscuz e café mesmo. O tomate foi fazer o quê no banco? Ficou pirado?

PEREBINHA

- O tomate foi pegar o extrato, seu bobo. A mulher chamava meu pai de treiteiro e cara de pau.

O LOCUTOR:

- Deve ser doidice dos dois. Não ligue. Esse negócio de seu pai com a vendedora só ele pode explicar.

PEREBINHA

- Ela terminou dizendo: thau cachorrão. Locutor, eu posso lhe chamar de cachorrão? Meu tio de lá disse para meu pai ter cuidado com essas mulheres perdidas, porque essas são as mais procuradas. 

O LOCUTOR:

- Não me chame de cachorrão de jeito nenhum. Cachorro só é amigo porque não sabe o que é dinheiro. Seu tio tem razão. Por hoje é só! Thau pessoal!

--------------------------------------------------------------

Texto do livro – Rapsódia de Perebinha na Rádio Quionda - ISBN 978-65-86453-00-3

(Sempre teremos novas peripécias de Perebinha nesta coluna)




Apoio Cultural:



Viva Feira
© 2022 - Todos os direitos reservados - www.vivafeira.com.br