menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Angels
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
MULHER DE SANGUE NEGRO É OURO


Publicado em: 09/08/2016 - 02:08:26
Fonte: Fabiana Machado


    O esporte, o talento, a arte, a cultura, o jogo, a música, a dança, o trabalho, a luta, a educação e a vontade de vencer definem a pessoa pobre, negra, favelada e mulher no mundo. Que fique bem claro que o OURO que a Judoca, Rafaela Silva, conquistou não caiu do Céu, nem brotou das profundezas da terra, como acontece com aqueles que já nascem com heranças de cargos e numa família abastada e privilegiada.
    Não, não mesmo, a vida não foi fácil para a nossa Campeã Mundial e Olímpica. Ela nasceu mulher num mundo onde os esboços dos projetos femininos são pisados, rasgados e jogados no lixo todos os dias, todas às horas, todos os minutos e todos os segundos pelos antifeministas.
    Neste mundo o qual os homens brancos são considerados os reis da criação, nascer mulher e negra é sofrimento dobrado, porque eles fazem do preconceito racial uma cortina de ferro para lhe negar a ampla oportunidade de conquistas na vida, querendo conferir-lhe apenas os papéis de empregadas domésticas e o de objeto sexual para os gringos.
    Mas uma menina que é triplamente discriminada pelo fato de ser mulher, negra e favelada mostra a todos como é que se toma posse do mundo e se vence preconceitos atrozes: se faz isso é LUTANDO. Parabéns, Rafa!!!!



Apoio Cultural:



Festival Metropolitano Gospel
New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados