menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Dr. Ed Forró
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Santos
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
ROÇA SOUND FAZ UNIÃO DE ESTADOS EM EP DANÇANTE

“Roça Sound com Elas” tem as participações de Jessica Caitano, Keila, Mis Ivy e Paula Sanffer

Publicado em: 15/04/2021 - 19:04:12

    Faz um ano que o Brasil foi de fato atingido pela Covid-19, a sensação ainda é de desesperança, principalmente para quem trabalha com cultura. O grupo Roça Sound, resolveu mudar os ânimos com o novo EP Roça Sound com Elas, que conta com as participações de Jéssica Caitano (PE), Keila Gentil (AM), Mis Ivy (SP) e Paula Sanffer (BA) para botar todo mundo para dançar em casa. Tudo em parceria com o selo feirense Banana Atômica.
    Conhecidos pela mescla das culturas nordestinas e afro-americanas através de elementos do rap, ska e reggae, dentre outras influências de origem negra e periférica, o grupo usa o sound system na construção de suas músicas. Para este EP o Roça Sound se conectou com os sons de periferias pelo Brasil e se adaptou aos estilos das artistas convidadas. O Roça faz uma união entre os estados celebrando os ritmos de cada periferia escolhida.
    Em “Na Roça Tá Chovendo” em parceria com Jessica Caitano, o Roça apresenta música dançante inspirada no repente e no coco elétrico. Na parceria com Keila Gentil, ex-vocalista da Gang do Eletro, “Queima Bem” o brega funk e o tecnobrega ganham ênfase na letra que destaca a ponte entre a Bahia, estado natal do Roça e o Pará, estado em que Keila é radicada.
    Com “SambaRaggaReggae” há uma parceria com a notória cantora de Ragga Murfin, Mis Ivy, e o nome da própria música já entrega o que vem por aí. Com a feirense Paula Sanffer, hoje vocalista da Timbalada e que ficou conhecida após sua passagem pelo programa The Voice Brasil em 2015, temos uma mistura com rap, axé music e Bahia Bass, na música “O Baratineiro”. A letra trata daquela pessoa que diz que vai fazer, promete, mas “fala, fala, fala” e no final, não faz nada.
    “A ideia desse EP é conexão. É o que acreditamos e sempre fizemos! Trazer essas mulheres pro nosso público, conhecer e ir até o público dessas pessoas, conectar periferias, costumes, gírias, vivências, ritmos... A construção desse EP também aconteceu de modo muito natural, foi fluindo.  Só nos atentamos que tínhamos praticamente um EP pronto, quando me vi com 3 músicas em mãos com as vozes delas. Foi daí que partiu a ideia da produção. Mas isso é o resultado de conversas de camarim, de conexões entre um encontro e outro. Conhecemos elas em apresentações, ficamos fãs e o convite para uma parceria foi acontecendo - com elas o com mais alguns outros artistas que nos identificamos. Temos sempre a sensação de que um bate papo, uma conversa do passado, pode virar um trabalho no presente”, conta o MC Nick Amaro.
    Amaro é o responsável pela criação do grupo em 2007 junto com o MC Paulo Balla. Hoje completam o time o DJ Bomani e o dançarino Ed Murphy. O grupo acumula os lançamentos do EP “Você Guenta Quantos Rounds?” (2015) e o disco “Tabaréu Moderno” (2018).
    O EP Roça Sound com Elas tem quatro faixas e foi gravado no Crossover Estúdio, tem produção musical de Nick Amaro e o DJ Lerry, mixagem e masterização por André T, arte da capa de Márcio Button (Afrocollagem) e colagem de Don Guto e produção de Peg’a Visão e sai pelo selo Banana Atômica.
    O projeto tem o apoio cultural do Peg’a Visão e Banana Atômica e o apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Redes Sociais
Facebook: https://www.facebook.com/RoCaSoUnD/
Instagram: https://www.instagram.com/rocasoundfsa/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC_OILxj9_CWGM862bUnlXKQ

Mais sobre Banana Atômica
    Nascido em janeiro de 2019, o Banana Atômica é um selo e por vezes produtora sediada em Feira de Santana (BA) e encabeçada por Joilson Santos. Joilson já tem mais de dez anos de carreira e é um importante produtor na cidade, sendo o criador do festival Feira Noise, além de shows e eventos que movimentam a cena no local.

AUTORIA: Release Favoritel - Alessandra Braz - Fotos: Rafa Santos



EMPODERAELAS PROMOVE LIVE DE ENCERRAMENTO DA PRIMEIRA EDIÇÃO DO PROJETO


Publicado em: 07/04/2021 - 23:04:19

    O #EmpoderaElas promoverá no próximo dia 12 (segunda-feira) o evento online de encerramento da primeira edição do projeto. A live será realizada a partir das 19h, através do canal no youtube do projeto https://www.youtube.com/channel/UCVFoo9VsB5DUQwIGDVU0mxg, com a participação de Aloma Galeano, Suany Dantas, idealizadoras do projeto, e as convidadas Alanie Ramos, Jade Brum e Ioná Pereira da Silva.
    Alanie Ramos é psicóloga e trabalha com mulheres, negras e negros e LGBTQ+, co-fundadora do Espaço Gente - espaço do cuidado; Jade Brum é travesti em trânsito, atriz e drag queen; e Ioná Pereira da Silva -Yalomifã Makota Kididi – é pedagoga, especialista em dança educacional e artes cênicas, especialista em estado e direito dos povos e comunidades tradicionais, mestra em ecologia humana e gestão socioambiental.
    Além das participações, o evento vai anunciar a lista de selecionadas nos pitchs (propostas para produções culturais), fruto das atividades realizadas no último mês de março, com a participação de grande parte das 85 mulheres inscritas nas oficinas de Gestão e Produção Cultural, Marketing, Empreendedorismo criativo, assim como a própria tutoria em elaboração de pitchs, oficinas respectivamente mediadas pelas profissionais Aline Araújo, Lorena Porto e Milena Lopes. As selecionadas obterão consultoria cultural gratuita ao logo de 1 ano.
    De acordo com Aloma Galeano, ao término do processo, 7 alunas toparam participar da seleção dos pitchs e neste momento suas propostas estão sendo analisadas por uma comissão de mulheres atuantes no mercado cultural, tais como a produtora cultural Laís Almeida, Ana Reis, fotógrafa, e Eliz Lino também produtora Cultural. “Além do bate-papo com pessoas atuantes e de expressivas referências, neste dia anunciaremos o resultado das selecionadas nos pitchs, faremos uma avaliação dos resultados do projeto e as perspectivas para as próximas edições”, destacou Aloma.
    A primeira edição do #EmpoderaElas foi dedicado a mulheres em situação de vulnerabilidade social (negras, mães solo, bi, trans). Segundo as organizadoras, nesta edição, a maioria das alunas se autodeclararam mulheres negras, além de ter havido também a presença de mulheres pertencentes aos outros marcadores identitários almejados pelo projeto. “O projeto ultrapassou fronteiras com relação a localizações geográficas, acolhemos mulheres de São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina, além de Salvador, Conceição do Coité, Juazeiro e da própria Feira de Santana”, destacou Suany Dantas.
    O #EmpoderaElas tem apoio financeiro da Prefeitura de Feira de Santana através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer via Lei Aldir Blanc, direcionado pela Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

- Mais informações, https://linktr.ee/empoderaelasoficial

AUTORIA: Release de divulgação do evento
Fotos




INSCRIÇÕES ABERTAS PARA OFICINAS GRATUITAS DO PROJETO #EMPODERAELAS


Publicado em: 17/02/2021 - 18:02:53

    Ações coletivas nas áreas de gestão e produção cultural, marketing e empreendimentos criativos foram pensadas para o projeto “Empodera Elas”. As produtoras e gestoras culturais Aloma Galeano e Suanny Dantas se uniram por essa iniciativa voltada para mulheres negras, mães solo, mulheres lésbicas, bissexuais, trans e travestis que estejam na faixa etária entre 16 a 60 anos.
    O ciclo virtual de oficinas do projeto acontece no período entre os dias 04 de março e 12 de abril e será conduzido por profissionais de cada área, de acordo com o tema abordado. As inscrições seguem abertas até o dia 28 de fevereiro ou até as vagas serem preenchidas.
    - Clique aqui para se inscrever: https://abre.ai/inscricoesempoder.
    O #EmpoderaElas pretende qualificar 50 mulheres que estejam em situação de vulnerabilidade social em função dos marcadores identitários, promovendo ações de capacitação, consciência e inclusão. As participantes terão acesso a um certificado de 36 horas; atendimento psicológico gratuito; e concorrem a uma consultoria especializada também gratuita.

Cronograma

04 a 06 de março
Oficina Gestão e Produção Cultural
Facilitadora Lorena Porto (Coletivo Culturasss)

11 a 13 de março
Oficina Noções de Estratégia de Marketing
Facilitadora Aline Araújo

18 a 20 de março
Oficina Empreendimentos Criativos
Facilitadora Lopes (Agridoce Loja Colaborativa)

22 a 26 de março
Tutoria para elaboração de Pitchs

29 de março a 12 de abril
Apresentação dos pitchs elaborados durante as oficinas

O #EmponderaElas tem apoio financeiro da Prefeitura de Feira de Santana através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer via Lei Aldir Blanc, direcionado pela Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

AUTORIA: Release de divulgação do evento



LUÍS PIMENTEL LANÇA NOVO LIVRO VIRTUALMETE: "ALGUÉM VAI TER QUE PAGAR POR ISSO"


Publicado em: 01/12/2020 - 00:12:56

    Luíz Pimentel, este excelente escritor feirense que não para de fazer sucesso com seus trabalhos, tanto os jornalísticos, quanto com seus contos, crônicas, poemas e agora lançando seu segundo romance, já tendo ultrapassa em muito mais de trinta livros, sempre com omaior sucesso, graças a sua criatividade e talento.
    Devido a Pandemia não pode realizar sua costumeira oficina literária na FLIFS, e nem pode lançar em Feira seus últimos trabalhos como faz anualmente, de modo que se viu obrigado a aderir completamente ao sistema digital para o lançamento do seu segundo romante que como demonstra a correspondência dele para o Viva Feira está disponível na
https://fariaesilva.com.br/.../alguem-vai-ter-que-pagar.../

"Amigos,
meu segundo romance já está no catálogo e na loja da Editora Faria e Silva. Planejava um lançamento ao lado de todos, mas o momento não permite.
    O horror, a miséria, a violência, as distopias e pandemias que nos assustaram nos últimos dois anos são os personagens centrais deste livro.
    Quem tiver interesse em ler pode encomendar (sem susto) diretamente na editora, com todas as garantias.
Agradeço a todos, desde já.
    É só clicar aqui: https://fariaesilva.com.br/.../alguem-vai-ter-que-pagar.../
    Quem puder, repassa para outros amigos. Como diria o camelô, não precisa Prática nem tampouco Habilidade; qualquer criança brinca, qualquer adulto se diverte.
"

AUTORIA: Viva Feira e Luíz Pimentel



REVISTA “A MIRAGEM” É LANÇADA NA PLATAFORMAS DIGITAIS


Publicado em: 21/10/2020 - 12:10:10

    Para ampliar os horizontes do fazer teatral, a Coletiva de Teatro Insurgente lança a revista online A Miragem. Com ciclos de conversa programados entre os dias 22 de outubro e 23 de novembro, o novo projeto da companhia convida diretores, atores, figurinistas, cenógrafos e demais profissionais ligados às artes cênicas para bate-papos transmitidos ao vivo através do Facebook (@coletivadeteatroinsurgente · Produções teatrais) e do canal da Coletiva no YouTube (TV COLETIVA de Teatro Insurgente).
    O propósito da revista é mirar, compreender e atravessar todas as experiências compartilhadas pelos profissionais convidados, trazendo conhecimentos para o corpo e para a mente dos atuadores da companhia, além da multiplicação desses saberes. Principalmente no cenário feirense, sede da companhia. Em tempos de pandemia, quando teatros e demais espaços voltados para apresentações artísticas estão com as atividades paralisadas, unir todas essas potências no aqui e agora se tornou essencial para manter a criação ativa.
    As plataformas digitais e as novas tecnologias se tornaram aliadas potentes para romper fronteiras físicas e proporcionar a construção de novas alianças. Em seus dois anos de existência, a Coletiva de Teatro Insurgente sempre percebeu a necessidade de compreender os processos de produção, criação, das áreas técnicas e de todos os campos importantes para o universo teatral. Todos esses processos e ofícios possibilita algo vital para o teatro: a presença. Um espetáculo só pode ser realizado a partir do encontro de pessoas. Para a companhia, teatro é multidão.
    A Miragem busca trazer novas perspectivas sobre cada uma dessas áreas, compreendendo todos os campos enquanto linguagem e potência de criação. A revista é um projeto feito para unir forças com amor, humor, beleza e fúria.

A Coletiva de Teatro Insurgente
    Localizada na sertaneja cidade de Feira de Santana (BA), a Coletiva de Teatro Insurgente tem como fundamento a linguagem antropofágica de Oswald de Andrade e a roseana, de Guimarães Rosa. Desde 2018 a companhia incorpora em seus trabalhos de teatro-ritual a música, as artes plásticas e a dança em processos de co-criação entre artistas.
    A Coletiva iniciou seus trabalhos com a apresentação de Cenas Negras Insurgentes no Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro. Em 2019, a Coletiva apresentou Leituras Dramáticas em Tempos Urgentes, no Centro de Cultura Amélio Amorim, e a cena curta “Para Ver a Luz do Sol” no Museu de Arte Contemporânea Raimundo Oliveira (MAC). No mesmo ano, a companhia realizou o projeto Conversação Cênica, fruto do intercâmbio artístico-cultural realizado pelo encenador, produtor e diretor de arte Joel Carlos no Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia (FIAC).
    Esse ano a companhia promoveu a ação Conversação Cênica & Leituras em Coletiva, com leituras dramáticas e ciclos de lives com artistas convidados. A Coletiva conta com uma estação de rádio no Spotify (Rádio Coletiva) e um canal de TV no Youtube (TV COLETIVA de Teatro Insurgente), com interpretações de textos de autores como Conceição Evaristo, Marcelino Freire e Waly Salomão. A Coletiva de Teatro Insurgente possui perfil no Facebook (@coletivadeteatroinsurgente · Produções teatrais) e no Instagram (@coletivadeteatroinsurgente).

Serviço:
O que: Lançamento da revista em vídeo A Miragem
Quem: Coletiva de Teatro Insurgente
Quando: de 22 de outubro a 23 de novembro
Onde: No Facebook (@coletivadeteatroinsurgente · Produções teatrais) e no canal da Coletiva de Teatro Insurgente no YouTube (TV COLETIVA de Teatro Insurgente)
Realização: Coletiva de Teatro Insurgente
Direção artística e produção: Joel Carlos
Mirantes Atuadores: Débora Almeida, Joel Carlos, Mailson Santana e Raphael Tedesco
Assessoria de Comunicação: Débora Almeida
Artes Gráficas: Joel Carlos

Nossas redes sociais e plataformas:
Site: www.teatroinsurgente.com.br
Instagram: instagram.com/coletivadeteatroinsurgente/
Facebook: facebook.com/coletivadeteatroinsurgente/
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCW0NVKPjwy0wLGk1hl_Fklg
Spotify: https://open.spotify.com/show/4qk8Mgvq9zUNfyp6L7DY7R?si=DrDmCHnhRlezzwlZGsFbHg

Para mais informações:
E-mail: contato@teatroinsurgente.com.br
WhatsApp: (75) 9238-2309 (Joel Carlos)

AUTORIA: Release da Coletiva de Teatro Insurgente - Débora Almeida



PROGRAMA ALDIR BLANC BAHIA ANUNCIA OITO EDITAIS COM RECURSOS DE MAIS DE R$ 50,7 MILHÕES PARA CULTURA.


Publicado em: 30/09/2020 - 21:09:40

    O Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura, inicia a programação com lançamentos de oito editais divididos entre Seleções Simplificadas Emergenciais e Premiações por meio do Programa Aldir Blanc Bahia. O anúncio foi feito em transmissão realizada na terça-feira (29), e os primeiros certames, publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta quarta-feira (30), são os do Prêmio das Artes Jorge Portugal, da Fundação Cultural do Estado da Bahia. Os outros terão publicação nos próximos dias. As seleções contemplam propostas das diversas linguagens artísticas, as manifestações populares, comunidades tradicionais e segmentos da cultura, além de patrimônio e salvaguarda, livro e leitura, memória e biblioteca. Trazendo um investimento de mais de R$ 50,7 milhões para a cultura na Bahia, as convocatórias são realizadas com recursos do Governo Federal, através da Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, em cumprimento à Lei Federal Nº 14.017, de 29 de junho de 2020. As chamadas públicas para linguagens artísticas terão o percentual de 50% das cotas destinados à população negra.
    “Tem sido meses de muito trabalho e de inúmeros diálogos para que enfim, pudéssemos chegar a este momento tão aguardado pela comunidade cultural baiana. Tudo isso é fruto da mobilização da classe cultural de todo o país, que foi fundamental e diretamente responsável pela concretização da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc. As chamadas públicas lançadas por meio do Programa Aldir Blanc Bahia têm por objetivo serem simplificadas e abrangentes, visando uma rápida execução para cumprirmos os prazos da regulamentação federal, e contemplar ações e propostas que vão movimentar a cultura de todos os territórios de identidade do estado, premiar projetos e artistas, coletivos, mestres, griôs, que impactam as suas comunidades e os públicos com os quais lida”, explica a secretária estadual de cultura, Arany Santana.
    Os valores das chamadas públicas correspondem a R$ 25.000.000,00 para os editais das linguagens artísticas; R$ 10.261.683,10 serão investidos nas áreas de Livro e Leitura, Bibliotecas, Arquivos e Memória; para as culturas populares e identitárias estão destinados R$ 6.500.000,00; na Salvaguarda para Patrimônio Imaterial o valor é de R$ 6.000.000,00, e Pontos de Cultura R$ 3.000.000,00, totalizando investimento de R$ 50.761.683,10.

Convocatórias – Para o incentivo a projetos artísticos e culturais que estimulem a criação, formação, produção, difusão, memória e pesquisa das artes nos diversos territórios de identidade da Bahia, o Programa Aldir Blanc Bahia torna público o Edital Prêmio Jorge Portugal, que será dividido em sete categorias voltadas para as linguagens trabalhadas pela Fundação Cultural do Estado da Bahia. O Prêmio recebe o nome do educador, compositor, comunicador, poeta e ex-secretário de cultura Bahia, Jorge Portugal, que faleceu no mês de agosto deste ano, aos 63 anos. Serão apoiadas por meio deste prêmio propostas nas áreas de Artes Visuais, Circo, Dança, Audiovisual, Literatura, Música e Teatro. Já o Edital Prêmio de Exibição Audiovisual premiará obras audiovisuais de curta, longa metragem e seriados, de produção independente, na categoria ficção, documental e animação, visando exibição nas emissoras e portal do IRDEB, e no Circuito Luiz Orlando de Exibição Audiovisual, administrado pela Diretoria de Audiovisual da Funceb. Em cumprimento ao Decreto Nº 20.013, de 25 de setembro de 2020, 50% dos recursos destas chamadas públicas, voltadas para as linguagens artísticas, serão destinados a grupos de manifestação cultural da população negra. Para além da aplicação da cota racial regulamentada, haverá pontuação adicional para o proponente que se autodeclarar mulher ou residir no interior do estado.

A Salvaguarda Patrimônio Imaterial também é segmento contemplado em chamada pública pelo Programa Aldir Blanc Bahia. O Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) coordenará a seleção de propostas culturais com o objetivo de preservação, salvaguarda, valorização, pesquisa, inventário, publicação, difusão, dinamização, desenvolvimento de dossiês de pesquisa e estudos de normatização de patrimônio cultural imaterial do Estado da Bahia.

Por meio do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), serão abertas Chamadas Públicas para os segmentos: Artesanato baiano; Quilombos; Matrizes do samba da Bahia; Povos indígenas; e Danças e Folguedos. Além dos chamamentos, o CCPI também coordena Prêmios voltados para a preservação dos bens culturas populares e identitárias da Bahia. As categorias contemplarão as Culturas identitárias; Grupos ou bandas de forró; as Quadrilhas juninas; os Mestres e Mestras da cultura popular; o Cordel, repente e poeta popular; e as Matrizes africanas.

As chamadas públicas da Fundação Pedro Calmon têm o objetivo de reconhecer e fomentar as iniciativas culturais da sociedade civil que tenham por finalidade preservar e divulgar o acervo documental; estimular e promover as atividades relacionadas com bibliotecas, assim com, o promover ações de fomento e difusão do livro e da leitura nos diversos territórios de identidade do Estado da Bahia. Nesse contexto, serão reconhecidas pelo Programa Aldir Blanc Bahia, através do Edital Prêmio Fundação Pedro Calmon, iniciativas no campo da cultura que estejam contribuindo para o fortalecimento, estímulo, democratização e fomento à diversidade cultural, a criação artística e suas manifestações e as expressões culturais, individuais ou coletivas, nas categorias: Livro e leitura (Iniciativas livres); Livro e leitura (Festas e feiras literárias); Bibliotecas comunitárias; Memória e Arquivo.

Ainda no campo do livro e leitura, o Programa Aldir Blanc promoverá o Edital Aquisição de Material Bibliográfico, voltado para aquisição de livros impressos, em braile e audiolivros, obras afrobrasileiras, de história da Bahia, obras raras, Ebooks, documentários e equipamentos (Óculos Orcam MyEye, que possibilita a autonomia de leitura para pessoas com deficiência visual), para compor o acervo das bibliotecas públicas estaduais, assim como dos Espaços e Entidades Culturais da sociedade civil.

Direcionado a Pontos e Pontões de Cultura presentes nos 27 territórios de identidade, com atuações comprovadas nos últimos 24 meses e que tiveram as suas atividades interrompidas devido à pandemia do Covid-19, o Prêmio Cultura Viva Bahia 2020 credenciará Pontos e Pontões de Cultura para premiação pelo Programa Aldir Blanc Bahia. Pontos de Cultura são entidades ou coletivos culturais que compõem uma base social capilarizada e com poder de penetração em variados territórios e comunidades, em especial nos segmentos sociais mais vulneráveis, reconhecidas pelo poder público enquanto referência em ações culturais. A gestão dos Pontos de Cultura na Bahia é feita pela Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult).

Quem pode se inscrever? – Em atendimento aos critérios dispostos pelo Decreto estadual Nº 20.005, de 21 de setembro de 2020, podem participar das chamadas públicas abertas pelo Programa Aldir Blanc Bahia pessoas físicas ou jurídicas com atuação cultural, e estabelecidas ou domiciliadas na Bahia há pelo menos 24 meses. Grupos e coletivos culturais que não se constituam como pessoa jurídica de direito privado deverão comprovar sua atuação no estado há pelo menos 24 meses.

Programa Aldir Blanc Bahia – Criado para a efetivação das ações emergenciais de apoio ao setor cultural, o Programa Aldir Blanc Bahia (PABB) visa cumprir os incisos I e III da Lei Aldir Blanc (Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020) e suas regulamentações federal e estadual. As ações são, a transferência da renda emergencial para os trabalhadores e trabalhadoras da cultura, e a realização de chamadas públicas e concessão de prêmios. O PABB tem execução pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, geridas por meio da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura e do Centro de Culturas Populares e Identitárias; e as suas unidades vinculadas: Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundação Pedro Calmon, Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural.

AUTORIA: Rlease da Assessoria de Comunicação - Secretaria de Cultura do Estado da Bahia – SecultBA



FIQUE EM CASA CONECTADO COM A FEIRA DO LIVRO VIRTUAL A PARTIR DO DIA 22

Em virtude da Pandemia a, já tradicional, Feira do Livro - FLIFS - promovida anualmente pela UEFS será realizada virtualmente através dos canais da Universidade no YouTube.

Publicado em: 15/09/2020 - 23:09:57

    Livros, autores, produtores, mediadores. Conhecimento, informação e comunicação: tudo isso dentro de um espaço virtual no qual as pessoas vão transitar, unidos em espaço e tempo, através de lives, webinars e meeting. A conexão é a literatura em todas as suas vertentes e significações nestes tempos de isolamento social e distanciamento de corpos, mas não de afetos.
    No período de  22 a 26 de setembro, a FLIFS Virtual: Edição Especial, modalidade executável a partir do uso de tecnologias digitais, cujo slogan #FlifsEmCasacomVocê traduz esse novo formato para o ano de 2020.
    A abertura do evento terá início às 16 horas do dia 22 de setembro, através do canal: https://www.youtube.com/FLIFSOFICIAL. Após a abertura, às 17 horas, ocorrerá a Conversa com o autor Milton Hatoum.
    A 13ª edição da Feira do Livro/Festival Literário e Cultural de Feira de Santana de 2020 é promovida pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Núcleo Territorial de Educação (NTE 19), Prefeitura de Feira de Santana/SEDUC, Diocese de Feira de Santana e o Serviço Social do Comercio (SESC).
    Segundo os organizadores, mesmo em contexto da pandemia, o desafio é manter esta política de formação de leitores, realizando-a na modalidade virtual, ao tempo que amplia a participação de crianças, jovens, adultos e idosos, democratizando o acesso às diversas práticas culturais através de plataformas digitais.
    Além de atender aos alunos e professores da Educação Básica e do Ensino Superior, objetiva atrair novos públicos, como os usuários das mídias digitais, oferecendo em seus canais a oportunidade de letramento literário de modo a ampliar conhecimentos a partir de uma visão abrangente de diversas referências culturais.
    Nesta Edição Especial, a FLIFS contará com a participação de escritores, nacionalmente conhecidos, como Milton Hatoum – AM/SP, Sérgio Vaz – SP, Elizete Lisboa – MG e Rubem Filho – escritor e ilustrador, além de Matheus Rocha – Ba e Alexandra Patrocínio – Ba, dentre outros; serão realizadas 20 mesas-redondas, abordando diversidade de temas, três minicursos, 15 oficinas e oito sessões de Contação de histórias.
    Haverá a participação de declamadores, poetas e cordelistas na Praça do Cordel, e as apresentações do Sarau de Quintal - Um Pé de Esperança - Marcia Porto e Mano, os espetáculos Poesia, Minha Guia - Jackson Costa, Conversaria - Versos, Canções e Histórias - Maviael Melo, e os shows musicais de Marcos Heynna e do forrozeiro Del Feliz.

    Confira AQUI a programação completa.

AUTORIA: Release da Ascom UEFS



INSCRIÇÕES ABERTAS PARA 2ª TEMPORADA “FAZENDO ARTE NO SESC- EM CASA”


Publicado em: 08/09/2020 - 23:09:23

    Estão abertas as inscrições para a segunda temporada do Fazendo Arte no Sesc – em casa, projeto realizado pelo Sesc Bahia, e que disponibiliza oficinas gratuitas em diversas modalidades artísticas. As atividades acontecem em ambiente virtual e são ministradas por instrutores da instituição. Para realizar a inscrição, os interessados devem acessar o site www.sescbahia.com.br, entre 4 e 8 de setembro e selecionar a categoria desejada, sendo oficinas nas áreas de música, teatro, artes visuais e dança.
    O projeto disponibilizará oito opções de oficinas, todas com duração de até um mês. Para os interessados em dança, é possível se inscrever em “Dança de Salão para iniciantes” – que trabalhará aquecimento, alongamento, postura, equilíbrio, ritmo, coordenação motora e as principais etiquetas na pista de dança; e “Dança Afro”- que propõe relacionar a técnica com os estudos dos movimentos rituais do candomblé, valorizando a nossa cultura, especialmente ligada às religiões de matrizes africanas.
    Para os aficionados em teatro, serão três opções de oficinas: “Teatro – Fala, véi! Comunicação e expressão baiana” -  proposta lúdico-formativa que terá a linguagem cênica como eixo e foco na comunicação através do Teatro, a partir da cultura baiana; “Teatro de Animação - A técnica e encanto do teatro lambe-lambe” – essa oficina objetiva incentivar a cultura popular e ensinar de forma teórica e prática o exercício da arte de representar e dar vida a objetos e bonecos inanimados; e “Processos de construção de personagem na criação de monólogos em vídeo” – que  apresenta bases técnicas, práticas e teóricas no âmbito da construção e criação de personagens. Ao final os alunos poderão iniciar a parte prática na condução dessas criações, demonstrando o produto artístico através de vídeos autorais.
    Na linguagem música, o público poderá se inscrever em “Percussão Criativa”, com turmas para iniciante e intermediário. Essa oficina objetiva oferecer ao público, aulas práticas e teóricas de percussão, promovendo o conhecimento dos instrumentos utilizados, aplicação dos ritmos percussivos na dança afro-brasileira e ritmos populares, tais como: Samba, Timbalada, Samba Reggae. Já a oficina “Introdução à música no audiovisual” – tem caráter introdutório, e pretende apresentar uma breve análise da relação da música e imagem através de  conteúdos de teoria musical e história da música e do cinema. Também propõe a reflexão e discussão sobre a música nas narrativas audiovisuais como o cinema, novelas, vídeos no Youtube e de outras plataformas de arte audiovisual.

    O público interessado nas artes visuais está contemplado na oficina “Ilustração Botânica: do plantio a pintura”. Essa atividade possibilitará ao participante experiências que transcendem o processo de ilustração, através de dicas de cultivo de plantas aliados a utilização delas como referência para a ilustração botânica, que terá como base o desenho e a aquarela.
    As aulas do projeto terão início a partir do dia 21 de setembro e os selecionados serão informados por e-mail, seguindo o calendário de seleção publicado no site. Os alunos terão direito a certificado mediante 75% de presença nas aulas.

Mais informações: www.sescbahia.com.br


AUTORIA: Release da Ascom do SESC Feira de Santana - Aline Alcântara
Fotos




FESTIVAL ON-LINE EM FAVOR DE MÁRCIO PUNK QUE SERÁ REALIZADO NO PRÓXIMO SÁBADO

Serão duas horas de evento, com apresentações musicais e leilão de quadros de artistas da cidade enquanto durar a transmissão do festival. Doações poderão ser feitas pelo PicPay

Publicado em: 23/08/2020 - 22:08:38

    Será realizado no próximo sábado (29), às 20 horas, no canal do Viva Feira no YouTube, o Festival Arte Vence. A iniciativa parte de um grupo de artistas, técnicos, gestores culturais e amigos do artista feirense Márcio Punk que se encontra em tratamento de saúde, em decorrência de um câncer. O objetivo do festival é arrecadar fundos para auxiliar nas despesas com alimentação e remédios, que tem um custo muito elevado.
    A transmissão do Festival Arte Vence será realizada pelo YouTube, no canal do Viva Feira, a partir de 20 horas. Dentre as atrações da noite estão as bandas Papel Carbono e Calafrio, os grupos Rádio Livre e Roça Sound, os cantores e compositores Arquimedes Nascimento e Pablues e a cantora e compositora Kareen Mendes.
    Durante o festival as pessoas poderão fazer doações através do Picpay, também haverá leilões de telas de artistas visuais como Jorge Galeano, Siddhartha, Gabriel Ferreira, Julio Firmo e Magrelo, entre outros.
    Punk atua no segmento artístico da cidade há mais de 20 anos de forma muito diversa, como ator, músico, tatuador, artista visual e como ativista cultural. Ele foi o idealizador do movimento “O Beco é Nosso”, que entre os anos de 2015 e 2018 foi a maior intervenção urbana cultural realizada no estado da Bahia, quando o Beco da Energia recebeu uma série de atividades artísticas.
    O Festival Arte Vence é mais uma ação solidária em favor da causa do tratamento de saúde de Márcio Punk. Além do festival já havia sido criada também uma galeria de arte virtual no Facebook, na qual algumas artes estão colocadas à disposição das pessoas para quem quiser comprar.
    Também existe a possibilidade de doações diretamente para a conta de Márcio, cujos dados bancários são os seguintes: Caixa Econômica, agência 1611, conta poupança 194747, dígito 4, operação 013, CPF: 799.995.305-91, em nome de Márcio Antônio Silva dos Santos.

SERVIÇO
O que: Festival Arte Vence
Quando: Dia: 29/08
Hora: A partir de 20 horas
Onde: Canal no Youtube do Viva Feira
Apoio: Viva Feira e Casa Joy Estúdio Criativo
Outras informações: https://www.facebook.com/events/1236587466705923/


AUTORIA: Release de divulgação do evento - Elsimar Pondé



Mais Notícias

    Primando pela qualidade e pelo bom gosto, como sempre, que é o master d...

    A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) trabalha para garant...

    Segundo alguns estudiosos e pesquisadores, o chocolate influencia o humor devi...

        Inspirados na onda de festivais online que tem surgido nesses ...

    Duas noites para reconhecer e premiar grandes personalidades ligadas à ...

    Forró, baião, quadrilha, xaxado e xote. O ritmo pode até ...

  O projeto de MEDIAÇÃO CULTURAL do Centro Cultural e Restaurante de Feira d...

    Recentemente Ramon Lima se apresentou no Café Teatro SESC com um show m...

    Nesta segunda-feira, 27, o NEOJIBA abre mais de 300 vagas para prática ...

    Uma noite de homenagem a Janis Doplin. A rainha do rock and roll será i...


Página de 40
| | | | |

 

Apoio Cultural:


New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados