menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Dr. Ed Forró
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Santos
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
REVISTA “A MIRAGEM” É LANÇADA NA PLATAFORMAS DIGITAIS


Publicado em: 21/10/2020 - 12:10:10

    Para ampliar os horizontes do fazer teatral, a Coletiva de Teatro Insurgente lança a revista online A Miragem. Com ciclos de conversa programados entre os dias 22 de outubro e 23 de novembro, o novo projeto da companhia convida diretores, atores, figurinistas, cenógrafos e demais profissionais ligados às artes cênicas para bate-papos transmitidos ao vivo através do Facebook (@coletivadeteatroinsurgente · Produções teatrais) e do canal da Coletiva no YouTube (TV COLETIVA de Teatro Insurgente).
    O propósito da revista é mirar, compreender e atravessar todas as experiências compartilhadas pelos profissionais convidados, trazendo conhecimentos para o corpo e para a mente dos atuadores da companhia, além da multiplicação desses saberes. Principalmente no cenário feirense, sede da companhia. Em tempos de pandemia, quando teatros e demais espaços voltados para apresentações artísticas estão com as atividades paralisadas, unir todas essas potências no aqui e agora se tornou essencial para manter a criação ativa.
    As plataformas digitais e as novas tecnologias se tornaram aliadas potentes para romper fronteiras físicas e proporcionar a construção de novas alianças. Em seus dois anos de existência, a Coletiva de Teatro Insurgente sempre percebeu a necessidade de compreender os processos de produção, criação, das áreas técnicas e de todos os campos importantes para o universo teatral. Todos esses processos e ofícios possibilita algo vital para o teatro: a presença. Um espetáculo só pode ser realizado a partir do encontro de pessoas. Para a companhia, teatro é multidão.
    A Miragem busca trazer novas perspectivas sobre cada uma dessas áreas, compreendendo todos os campos enquanto linguagem e potência de criação. A revista é um projeto feito para unir forças com amor, humor, beleza e fúria.

A Coletiva de Teatro Insurgente
    Localizada na sertaneja cidade de Feira de Santana (BA), a Coletiva de Teatro Insurgente tem como fundamento a linguagem antropofágica de Oswald de Andrade e a roseana, de Guimarães Rosa. Desde 2018 a companhia incorpora em seus trabalhos de teatro-ritual a música, as artes plásticas e a dança em processos de co-criação entre artistas.
    A Coletiva iniciou seus trabalhos com a apresentação de Cenas Negras Insurgentes no Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro. Em 2019, a Coletiva apresentou Leituras Dramáticas em Tempos Urgentes, no Centro de Cultura Amélio Amorim, e a cena curta “Para Ver a Luz do Sol” no Museu de Arte Contemporânea Raimundo Oliveira (MAC). No mesmo ano, a companhia realizou o projeto Conversação Cênica, fruto do intercâmbio artístico-cultural realizado pelo encenador, produtor e diretor de arte Joel Carlos no Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia (FIAC).
    Esse ano a companhia promoveu a ação Conversação Cênica & Leituras em Coletiva, com leituras dramáticas e ciclos de lives com artistas convidados. A Coletiva conta com uma estação de rádio no Spotify (Rádio Coletiva) e um canal de TV no Youtube (TV COLETIVA de Teatro Insurgente), com interpretações de textos de autores como Conceição Evaristo, Marcelino Freire e Waly Salomão. A Coletiva de Teatro Insurgente possui perfil no Facebook (@coletivadeteatroinsurgente · Produções teatrais) e no Instagram (@coletivadeteatroinsurgente).

Serviço:
O que: Lançamento da revista em vídeo A Miragem
Quem: Coletiva de Teatro Insurgente
Quando: de 22 de outubro a 23 de novembro
Onde: No Facebook (@coletivadeteatroinsurgente · Produções teatrais) e no canal da Coletiva de Teatro Insurgente no YouTube (TV COLETIVA de Teatro Insurgente)
Realização: Coletiva de Teatro Insurgente
Direção artística e produção: Joel Carlos
Mirantes Atuadores: Débora Almeida, Joel Carlos, Mailson Santana e Raphael Tedesco
Assessoria de Comunicação: Débora Almeida
Artes Gráficas: Joel Carlos

Nossas redes sociais e plataformas:
Site: www.teatroinsurgente.com.br
Instagram: instagram.com/coletivadeteatroinsurgente/
Facebook: facebook.com/coletivadeteatroinsurgente/
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCW0NVKPjwy0wLGk1hl_Fklg
Spotify: https://open.spotify.com/show/4qk8Mgvq9zUNfyp6L7DY7R?si=DrDmCHnhRlezzwlZGsFbHg

Para mais informações:
E-mail: contato@teatroinsurgente.com.br
WhatsApp: (75) 9238-2309 (Joel Carlos)

AUTORIA: Release da Coletiva de Teatro Insurgente - Débora Almeida



PROGRAMA ALDIR BLANC BAHIA ANUNCIA OITO EDITAIS COM RECURSOS DE MAIS DE R$ 50,7 MILHÕES PARA CULTURA.


Publicado em: 30/09/2020 - 21:09:40

    O Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura, inicia a programação com lançamentos de oito editais divididos entre Seleções Simplificadas Emergenciais e Premiações por meio do Programa Aldir Blanc Bahia. O anúncio foi feito em transmissão realizada na terça-feira (29), e os primeiros certames, publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta quarta-feira (30), são os do Prêmio das Artes Jorge Portugal, da Fundação Cultural do Estado da Bahia. Os outros terão publicação nos próximos dias. As seleções contemplam propostas das diversas linguagens artísticas, as manifestações populares, comunidades tradicionais e segmentos da cultura, além de patrimônio e salvaguarda, livro e leitura, memória e biblioteca. Trazendo um investimento de mais de R$ 50,7 milhões para a cultura na Bahia, as convocatórias são realizadas com recursos do Governo Federal, através da Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, em cumprimento à Lei Federal Nº 14.017, de 29 de junho de 2020. As chamadas públicas para linguagens artísticas terão o percentual de 50% das cotas destinados à população negra.
    “Tem sido meses de muito trabalho e de inúmeros diálogos para que enfim, pudéssemos chegar a este momento tão aguardado pela comunidade cultural baiana. Tudo isso é fruto da mobilização da classe cultural de todo o país, que foi fundamental e diretamente responsável pela concretização da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc. As chamadas públicas lançadas por meio do Programa Aldir Blanc Bahia têm por objetivo serem simplificadas e abrangentes, visando uma rápida execução para cumprirmos os prazos da regulamentação federal, e contemplar ações e propostas que vão movimentar a cultura de todos os territórios de identidade do estado, premiar projetos e artistas, coletivos, mestres, griôs, que impactam as suas comunidades e os públicos com os quais lida”, explica a secretária estadual de cultura, Arany Santana.
    Os valores das chamadas públicas correspondem a R$ 25.000.000,00 para os editais das linguagens artísticas; R$ 10.261.683,10 serão investidos nas áreas de Livro e Leitura, Bibliotecas, Arquivos e Memória; para as culturas populares e identitárias estão destinados R$ 6.500.000,00; na Salvaguarda para Patrimônio Imaterial o valor é de R$ 6.000.000,00, e Pontos de Cultura R$ 3.000.000,00, totalizando investimento de R$ 50.761.683,10.

Convocatórias – Para o incentivo a projetos artísticos e culturais que estimulem a criação, formação, produção, difusão, memória e pesquisa das artes nos diversos territórios de identidade da Bahia, o Programa Aldir Blanc Bahia torna público o Edital Prêmio Jorge Portugal, que será dividido em sete categorias voltadas para as linguagens trabalhadas pela Fundação Cultural do Estado da Bahia. O Prêmio recebe o nome do educador, compositor, comunicador, poeta e ex-secretário de cultura Bahia, Jorge Portugal, que faleceu no mês de agosto deste ano, aos 63 anos. Serão apoiadas por meio deste prêmio propostas nas áreas de Artes Visuais, Circo, Dança, Audiovisual, Literatura, Música e Teatro. Já o Edital Prêmio de Exibição Audiovisual premiará obras audiovisuais de curta, longa metragem e seriados, de produção independente, na categoria ficção, documental e animação, visando exibição nas emissoras e portal do IRDEB, e no Circuito Luiz Orlando de Exibição Audiovisual, administrado pela Diretoria de Audiovisual da Funceb. Em cumprimento ao Decreto Nº 20.013, de 25 de setembro de 2020, 50% dos recursos destas chamadas públicas, voltadas para as linguagens artísticas, serão destinados a grupos de manifestação cultural da população negra. Para além da aplicação da cota racial regulamentada, haverá pontuação adicional para o proponente que se autodeclarar mulher ou residir no interior do estado.

A Salvaguarda Patrimônio Imaterial também é segmento contemplado em chamada pública pelo Programa Aldir Blanc Bahia. O Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) coordenará a seleção de propostas culturais com o objetivo de preservação, salvaguarda, valorização, pesquisa, inventário, publicação, difusão, dinamização, desenvolvimento de dossiês de pesquisa e estudos de normatização de patrimônio cultural imaterial do Estado da Bahia.

Por meio do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), serão abertas Chamadas Públicas para os segmentos: Artesanato baiano; Quilombos; Matrizes do samba da Bahia; Povos indígenas; e Danças e Folguedos. Além dos chamamentos, o CCPI também coordena Prêmios voltados para a preservação dos bens culturas populares e identitárias da Bahia. As categorias contemplarão as Culturas identitárias; Grupos ou bandas de forró; as Quadrilhas juninas; os Mestres e Mestras da cultura popular; o Cordel, repente e poeta popular; e as Matrizes africanas.

As chamadas públicas da Fundação Pedro Calmon têm o objetivo de reconhecer e fomentar as iniciativas culturais da sociedade civil que tenham por finalidade preservar e divulgar o acervo documental; estimular e promover as atividades relacionadas com bibliotecas, assim com, o promover ações de fomento e difusão do livro e da leitura nos diversos territórios de identidade do Estado da Bahia. Nesse contexto, serão reconhecidas pelo Programa Aldir Blanc Bahia, através do Edital Prêmio Fundação Pedro Calmon, iniciativas no campo da cultura que estejam contribuindo para o fortalecimento, estímulo, democratização e fomento à diversidade cultural, a criação artística e suas manifestações e as expressões culturais, individuais ou coletivas, nas categorias: Livro e leitura (Iniciativas livres); Livro e leitura (Festas e feiras literárias); Bibliotecas comunitárias; Memória e Arquivo.

Ainda no campo do livro e leitura, o Programa Aldir Blanc promoverá o Edital Aquisição de Material Bibliográfico, voltado para aquisição de livros impressos, em braile e audiolivros, obras afrobrasileiras, de história da Bahia, obras raras, Ebooks, documentários e equipamentos (Óculos Orcam MyEye, que possibilita a autonomia de leitura para pessoas com deficiência visual), para compor o acervo das bibliotecas públicas estaduais, assim como dos Espaços e Entidades Culturais da sociedade civil.

Direcionado a Pontos e Pontões de Cultura presentes nos 27 territórios de identidade, com atuações comprovadas nos últimos 24 meses e que tiveram as suas atividades interrompidas devido à pandemia do Covid-19, o Prêmio Cultura Viva Bahia 2020 credenciará Pontos e Pontões de Cultura para premiação pelo Programa Aldir Blanc Bahia. Pontos de Cultura são entidades ou coletivos culturais que compõem uma base social capilarizada e com poder de penetração em variados territórios e comunidades, em especial nos segmentos sociais mais vulneráveis, reconhecidas pelo poder público enquanto referência em ações culturais. A gestão dos Pontos de Cultura na Bahia é feita pela Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult).

Quem pode se inscrever? – Em atendimento aos critérios dispostos pelo Decreto estadual Nº 20.005, de 21 de setembro de 2020, podem participar das chamadas públicas abertas pelo Programa Aldir Blanc Bahia pessoas físicas ou jurídicas com atuação cultural, e estabelecidas ou domiciliadas na Bahia há pelo menos 24 meses. Grupos e coletivos culturais que não se constituam como pessoa jurídica de direito privado deverão comprovar sua atuação no estado há pelo menos 24 meses.

Programa Aldir Blanc Bahia – Criado para a efetivação das ações emergenciais de apoio ao setor cultural, o Programa Aldir Blanc Bahia (PABB) visa cumprir os incisos I e III da Lei Aldir Blanc (Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020) e suas regulamentações federal e estadual. As ações são, a transferência da renda emergencial para os trabalhadores e trabalhadoras da cultura, e a realização de chamadas públicas e concessão de prêmios. O PABB tem execução pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, geridas por meio da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura e do Centro de Culturas Populares e Identitárias; e as suas unidades vinculadas: Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundação Pedro Calmon, Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural.

AUTORIA: Rlease da Assessoria de Comunicação - Secretaria de Cultura do Estado da Bahia – SecultBA



FIQUE EM CASA CONECTADO COM A FEIRA DO LIVRO VIRTUAL A PARTIR DO DIA 22

Em virtude da Pandemia a, já tradicional, Feira do Livro - FLIFS - promovida anualmente pela UEFS será realizada virtualmente através dos canais da Universidade no YouTube.

Publicado em: 15/09/2020 - 23:09:57

    Livros, autores, produtores, mediadores. Conhecimento, informação e comunicação: tudo isso dentro de um espaço virtual no qual as pessoas vão transitar, unidos em espaço e tempo, através de lives, webinars e meeting. A conexão é a literatura em todas as suas vertentes e significações nestes tempos de isolamento social e distanciamento de corpos, mas não de afetos.
    No período de  22 a 26 de setembro, a FLIFS Virtual: Edição Especial, modalidade executável a partir do uso de tecnologias digitais, cujo slogan #FlifsEmCasacomVocê traduz esse novo formato para o ano de 2020.
    A abertura do evento terá início às 16 horas do dia 22 de setembro, através do canal: https://www.youtube.com/FLIFSOFICIAL. Após a abertura, às 17 horas, ocorrerá a Conversa com o autor Milton Hatoum.
    A 13ª edição da Feira do Livro/Festival Literário e Cultural de Feira de Santana de 2020 é promovida pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Núcleo Territorial de Educação (NTE 19), Prefeitura de Feira de Santana/SEDUC, Diocese de Feira de Santana e o Serviço Social do Comercio (SESC).
    Segundo os organizadores, mesmo em contexto da pandemia, o desafio é manter esta política de formação de leitores, realizando-a na modalidade virtual, ao tempo que amplia a participação de crianças, jovens, adultos e idosos, democratizando o acesso às diversas práticas culturais através de plataformas digitais.
    Além de atender aos alunos e professores da Educação Básica e do Ensino Superior, objetiva atrair novos públicos, como os usuários das mídias digitais, oferecendo em seus canais a oportunidade de letramento literário de modo a ampliar conhecimentos a partir de uma visão abrangente de diversas referências culturais.
    Nesta Edição Especial, a FLIFS contará com a participação de escritores, nacionalmente conhecidos, como Milton Hatoum – AM/SP, Sérgio Vaz – SP, Elizete Lisboa – MG e Rubem Filho – escritor e ilustrador, além de Matheus Rocha – Ba e Alexandra Patrocínio – Ba, dentre outros; serão realizadas 20 mesas-redondas, abordando diversidade de temas, três minicursos, 15 oficinas e oito sessões de Contação de histórias.
    Haverá a participação de declamadores, poetas e cordelistas na Praça do Cordel, e as apresentações do Sarau de Quintal - Um Pé de Esperança - Marcia Porto e Mano, os espetáculos Poesia, Minha Guia - Jackson Costa, Conversaria - Versos, Canções e Histórias - Maviael Melo, e os shows musicais de Marcos Heynna e do forrozeiro Del Feliz.

    Confira AQUI a programação completa.

AUTORIA: Release da Ascom UEFS



INSCRIÇÕES ABERTAS PARA 2ª TEMPORADA “FAZENDO ARTE NO SESC- EM CASA”


Publicado em: 08/09/2020 - 23:09:23

    Estão abertas as inscrições para a segunda temporada do Fazendo Arte no Sesc – em casa, projeto realizado pelo Sesc Bahia, e que disponibiliza oficinas gratuitas em diversas modalidades artísticas. As atividades acontecem em ambiente virtual e são ministradas por instrutores da instituição. Para realizar a inscrição, os interessados devem acessar o site www.sescbahia.com.br, entre 4 e 8 de setembro e selecionar a categoria desejada, sendo oficinas nas áreas de música, teatro, artes visuais e dança.
    O projeto disponibilizará oito opções de oficinas, todas com duração de até um mês. Para os interessados em dança, é possível se inscrever em “Dança de Salão para iniciantes” – que trabalhará aquecimento, alongamento, postura, equilíbrio, ritmo, coordenação motora e as principais etiquetas na pista de dança; e “Dança Afro”- que propõe relacionar a técnica com os estudos dos movimentos rituais do candomblé, valorizando a nossa cultura, especialmente ligada às religiões de matrizes africanas.
    Para os aficionados em teatro, serão três opções de oficinas: “Teatro – Fala, véi! Comunicação e expressão baiana” -  proposta lúdico-formativa que terá a linguagem cênica como eixo e foco na comunicação através do Teatro, a partir da cultura baiana; “Teatro de Animação - A técnica e encanto do teatro lambe-lambe” – essa oficina objetiva incentivar a cultura popular e ensinar de forma teórica e prática o exercício da arte de representar e dar vida a objetos e bonecos inanimados; e “Processos de construção de personagem na criação de monólogos em vídeo” – que  apresenta bases técnicas, práticas e teóricas no âmbito da construção e criação de personagens. Ao final os alunos poderão iniciar a parte prática na condução dessas criações, demonstrando o produto artístico através de vídeos autorais.
    Na linguagem música, o público poderá se inscrever em “Percussão Criativa”, com turmas para iniciante e intermediário. Essa oficina objetiva oferecer ao público, aulas práticas e teóricas de percussão, promovendo o conhecimento dos instrumentos utilizados, aplicação dos ritmos percussivos na dança afro-brasileira e ritmos populares, tais como: Samba, Timbalada, Samba Reggae. Já a oficina “Introdução à música no audiovisual” – tem caráter introdutório, e pretende apresentar uma breve análise da relação da música e imagem através de  conteúdos de teoria musical e história da música e do cinema. Também propõe a reflexão e discussão sobre a música nas narrativas audiovisuais como o cinema, novelas, vídeos no Youtube e de outras plataformas de arte audiovisual.

    O público interessado nas artes visuais está contemplado na oficina “Ilustração Botânica: do plantio a pintura”. Essa atividade possibilitará ao participante experiências que transcendem o processo de ilustração, através de dicas de cultivo de plantas aliados a utilização delas como referência para a ilustração botânica, que terá como base o desenho e a aquarela.
    As aulas do projeto terão início a partir do dia 21 de setembro e os selecionados serão informados por e-mail, seguindo o calendário de seleção publicado no site. Os alunos terão direito a certificado mediante 75% de presença nas aulas.

Mais informações: www.sescbahia.com.br


AUTORIA: Release da Ascom do SESC Feira de Santana - Aline Alcântara
Fotos




FESTIVAL ON-LINE EM FAVOR DE MÁRCIO PUNK QUE SERÁ REALIZADO NO PRÓXIMO SÁBADO

Serão duas horas de evento, com apresentações musicais e leilão de quadros de artistas da cidade enquanto durar a transmissão do festival. Doações poderão ser feitas pelo PicPay

Publicado em: 23/08/2020 - 22:08:38

    Será realizado no próximo sábado (29), às 20 horas, no canal do Viva Feira no YouTube, o Festival Arte Vence. A iniciativa parte de um grupo de artistas, técnicos, gestores culturais e amigos do artista feirense Márcio Punk que se encontra em tratamento de saúde, em decorrência de um câncer. O objetivo do festival é arrecadar fundos para auxiliar nas despesas com alimentação e remédios, que tem um custo muito elevado.
    A transmissão do Festival Arte Vence será realizada pelo YouTube, no canal do Viva Feira, a partir de 20 horas. Dentre as atrações da noite estão as bandas Papel Carbono e Calafrio, os grupos Rádio Livre e Roça Sound, os cantores e compositores Arquimedes Nascimento e Pablues e a cantora e compositora Kareen Mendes.
    Durante o festival as pessoas poderão fazer doações através do Picpay, também haverá leilões de telas de artistas visuais como Jorge Galeano, Siddhartha, Gabriel Ferreira, Julio Firmo e Magrelo, entre outros.
    Punk atua no segmento artístico da cidade há mais de 20 anos de forma muito diversa, como ator, músico, tatuador, artista visual e como ativista cultural. Ele foi o idealizador do movimento “O Beco é Nosso”, que entre os anos de 2015 e 2018 foi a maior intervenção urbana cultural realizada no estado da Bahia, quando o Beco da Energia recebeu uma série de atividades artísticas.
    O Festival Arte Vence é mais uma ação solidária em favor da causa do tratamento de saúde de Márcio Punk. Além do festival já havia sido criada também uma galeria de arte virtual no Facebook, na qual algumas artes estão colocadas à disposição das pessoas para quem quiser comprar.
    Também existe a possibilidade de doações diretamente para a conta de Márcio, cujos dados bancários são os seguintes: Caixa Econômica, agência 1611, conta poupança 194747, dígito 4, operação 013, CPF: 799.995.305-91, em nome de Márcio Antônio Silva dos Santos.

SERVIÇO
O que: Festival Arte Vence
Quando: Dia: 29/08
Hora: A partir de 20 horas
Onde: Canal no Youtube do Viva Feira
Apoio: Viva Feira e Casa Joy Estúdio Criativo
Outras informações: https://www.facebook.com/events/1236587466705923/


AUTORIA: Release de divulgação do evento - Elsimar Pondé



SESC BAHIA APRESENTA PROGRAMAÇÃO IMPERDÍVEL PARA TODA FAMÍLIA NESTE FINAL DE SEMANA


Publicado em: 12/08/2020 - 11:08:47

    Adultos e crianças tem programação cultural garantida para curtir em casa, em segurança. Nelson em jogo é o espetáculo desta semana do projeto Sesc Virtualidades. A atração entra no ar, no canal do Sesc Bahia no YouTube (/SescBahiaOficial), nesta quinta-feira, 13, às 19h e permanece até sábado, 15. Já o projeto Dominguinho em Casa apresenta o musical infantil A Sereia e o Som, que vai ao ar no dia 16, às 10h e fica disponível até o dia 18.
    Em Nelson em jogo, o grupo Conto em Cena traz uma adaptação dos contos “ Noiva da Morte” e “O justo” do livro A vida como ela é... de Nelson Rodrigues, com temas polêmicos, característicos do autor, que remetem a uma reflexão social sobre gênero e abuso sexual. O espetáculo conduz o público a um jogo cênico e psicológico, onde as peças são os personagens e suas relações, próprias da classe média carioca, que demonstram sua hipocrisia diante de fatos. Classificação 14 anos.
    O espetáculo foi selecionado para integrar o 4º Festival de Teatro do Interior da Bahia, onde serão selecionados 5 indicados para o Prêmio Braskem na categoria: Melhor do interior. O Conto em Cena surgiu em 2009 e é formado, em sua maioria, por professores de Português, Literatura, História e Artes que aliam as linguagens teatrais e literárias, possibilitando alunos do ensino médio ou graduandos de diversas áreas, a apreciarem um conto, gênero narrativo encenado como gênero dramático, sem perder suas principais características.
    O musical infantil A Sereia e o Som, com as cantoras, Ana Luiza Barral, Maria Sol, Ive Farias e Luiza Gabriela, incentiva a construção de uma consciência coletiva que respeite e cuide das águas do planeta: nascentes, rios, lagos e oceanos. O  repertório é composto por canções autorais e de domínio público, que emerge da memória popular da Chapada Diamantina, em um cenário multicor e multifacetado que aguça a imaginação das crianças. Nesse espaço mágico, lúdico e divertido, o público é incentivado a valorizar os recursos naturais, as brincadeiras, a memória coletiva e, consequentemente, as pessoas. Classificação livre.
    Toda semana o Sesc Bahia disponibiliza atividades culturais, incentivando a produção artística regional, além do bem-estar do seu público! Acompanhe a programação nas redes sociais da instituição.

AUTORIA: Release da Ascom do SESC Bahia - Martina Argolo



MUSEU PARQUE DO SABER PASSARÁ POR REFORMA PARA AMPLIAÇÃO


Publicado em: 22/07/2020 - 02:07:57

    Uma notícia importante para os frequentadores do Museu e também para os funcionários e colaboradores: o Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo em breve passará por uma grande obra de ampliação. Durante o aniversário da Fundação Egberto Costa, foi autorizada pelo Prefeito Colbert Martins a licitação da obra de reforma e ampliação do Museu Parque do Saber.
    O Diretor-Presidente da instituição, Antônio Carlos daltro Coelho, comemorou mais esta conquista alçada em sua gestão. Serão ampliadas as dependências do Museu, e também da FUNTITEC, cuja sede funciona anexa ao equipamento; e esta obra irá trazer ainda mais conforto ao público e aos colaboradores.
    “Recebi com comemoração a autorização do prefeito Colbert Martins Filho a autorização para  licitação do projeto que ampliará o Museu Parque do Saber, cuja ampliação também contemplará uma nova sede da FUNTITEC. Trata-se de uma obra que vai abrigar todos os Departamentos da instituição, oferecendo melhores condições de trabalho e mais conforto para atendimento do seu público”, explica Antônio Carlos.
    O Diretor-Presidente informa que o processo licitatório já está sendo desenvolvido pelo Departamento Administrativo-Financeiro da FUNTITEC. “No momento, o Departamento Administrativo-Financeiro está montando o processo licitatório que será enviado a Secretaria Municipal de Planejamento (SEPLAN), para montar a tabela de custos e em seguida ser enviado ao Departamento de Licitação para  que seja contratada a respectiva obra”, ressalta Antônio Carlos.
    Inaugurado no dia 15 de dezembro de 2008, o Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo possibilitou uma revolução tecnológica em Feira de Santana. O equipamento oferece gratuitamente aos públicos diversos serviços de qualidade, a exemplo do Planetário, exibições de filmes e documentários científicos em sessões abertas ao público e em sessões pré-agendadas.

AUTORIA: Release da Ascom Funtitec



AGENTES DE CULTURA DE FEIRA DE SANTANA SE ARTICULAM E COBRAM APLICAÇÃO DA LEI ALDIR BLANC


Publicado em: 06/07/2020 - 16:07:44

    Após sanção no dia 30 de junho da Lei Federal de Emergência Cultural Aldir Blanc, os agentes culturais de Feira de Santana (BA) seguem mobilizados em ações que instrumentalizam a categoria e cobram medidas enérgicas do governo municipal para assegurar a chegada do recurso ao maior número de pessoas dessa cadeia produtiva.
    Nesta terça-feira (7), às 19 horas, será realizado o segundo encontro virtual pelo Google Meet, aberto aos agentes de cultura que desejam se engajar nas articulações da categoria. Essa reunião vai tratar das atualizações da Lei Aldir Blanc e das atividades realizadas pelos grupos de trabalho organizados pelo Fórum Permanente de Cultura da cidade.
    Enquanto aguardam a edição da Medida Provisória com crédito do valor previsto na Lei, estados e municípios devem preparar suas logísticas de cadastramento para fazer chegar o recurso àqueles e àquelas que precisam assegurar um isolamento social digno, diante da necessidade de cuidados sanitários especiais orientados pelas autoridades mundiais de saúde durante a pandemia pelo novo coronavírus.
    "Somos produtores, artistas, técnicos, educadores, pessoas que pararam suas atividades profissionais desde o início da pandemia e ainda não têm previsão de retorno ao trabalho. A sanção da Lei foi uma grande conquista. Agora é #PagueJá", comenta Maylla Pita, produtora cultural da região.
    A Lei Aldir Blanc prevê o valor de 3 bilhões de reais para administração de 50% para os estados e 50% para os municípios. Foi relatada pela deputada federal Jandira Feghali (PCdoB) e prevê produzir efeitos e impactos emergenciais para a vida de artistas, técnicos, produtores, oficineiros, educadores, ponteiros de cultura, sustentando espaços culturais, circos, organizações comunitárias e pequenas empresas de produção de arte e cultura. Também direciona recursos para linhas de fomento para editais, chamadas públicas, prêmios e aquisições de bens e serviços.
    Para a deputada Jandira Feghali, o setor da cultura fala de um Brasil profundo que simboliza o seu povo. “Esses fazedores e fazedoras de cultura tem um papel importantíssimo para a economia, para o PIB brasileiro, e para o desenvolvimento das atividades criativas que impactam tanto a cadeia criativa da Cultura, como outras cadeias que também dependem dela”, destaca a deputada.
    Em Feira de Santana, o Fórum Permanente de Cultura, composto por agentes atuantes e com reconhecida consciência coletiva, ancora as mobilizações da sociedade civil. Campanhas e ações práticas vêm sendo implantadas para fazer chegar o recurso da Lei de Emergência Cultural àqueles que necessitam dele.

SERVIÇO
O QUÊ? Encontro Virtual do Fórum Permanente de Cultura de Feira de Santana (BA) para diálogo sobre as atualizações da Lei Aldir Blanc e apresentação das atividades dos grupos de trabalho.
QUANDO? 7 de julho de 2020, terça-feira
ONDE? Google Meet. Link será disponibilizado no dia da reunião pelas redes sociais do Fórum Permanente de Cultura.


AUTORIA: Release de divulgação do evento - Elsimar Pondé



COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE FEIRA DE SANTANA, VOLTA PAULATINAMENTE

ATIVIDADES COMERCIAIS AUTORIZADAS A FUNCIONAR SEGUINDO O ESCALONAMENTO DEFINIDO PELO PODER PÚBLICO MUNICIPAL

Publicado em: 15/06/2020 - 11:06:46

    O Decreto Municipal 11.606, publicado no Diário oficial nesta segunda-feira, 15, prevê a reabertura do comércio em Feira de Santana de forma gradual, seguindo escalonamento. Bares, restaurantes e as aulas da rede municipal de educação seguem suspensas até o dia 30 deste mês.
    O novo documento, que tem validade a partir de amanhã estabelece a reabertura de todos os estabelecimentos de até 200 metros quadrados, com horário de funcionamento das 9h às 16h, seguindo as normas sanitárias estabelecidas pelos órgãos de saúde. Esses estabelecimentos irão funcionar em dias alternados, de acordo com a modalidade de cada um, conforme prevê a tabela anexada ao final dessa matéria.
    Os serviços considerados essenciais permanecem funcionando com período normal. Os serviços de atendimento Delivery e Take Away permanecem em funcionamento, assim como as indústrias.
    O Mercado de Arte Popular, galerias e afins voltam a funcionar no período de 9h as 16h. Nesses estabelecimentos está vedada a abertura de seus bares e restaurantes.
    Diferente dos estabelecimentos já citados, os shoppings centers passam a funcionar  até o dia 22 de junho, das 12h as 19h. As praças de alimentação não poderão funcionar com atendimento ao público.
    A Ceasa e o Centro de Abastecimento funcionarão em regime de horário reduzido, das 4h as 14h. O transporte coletivo urbano terá utilização restrita aos idosos e estudantes. Esses não poderão utilizar o serviço nos horários que compreendem das 6h as 8h e das 17h as 19h. A circulação do transporte coletivo urbano segue até as 20h.
    Seguem suspensas até o dia 30 todas as atividades de classe de todas unidades escolares da rede municipal de ensino e da rede privada (superior, médio, fundamental, básicos e cursos preparatórios).
    Também seguem suspensas pelo mesmo período o funcionamento de: academias de ginástica; cinemas; teatros e demais casas de espetáculo; parques infantis privados; centros esportivos.
    Por prazo indeterminado, seguem suspensas as atividades do Planetário Museu Parque do Saber, dos Teatros Municipais, das Bibliotecas Municipais, do Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira, bem como do Projeto Arte de Viver, promovido pela Fundação de Tecnologia da Informação, Telecomunicações e Cultura Egberto Tavares Costa; bem como dos Parques Públicos administrados pela Prefeitura de Feira de Santana.

Confira a tabela abaixo:

AUTORIA: Release da Ascom de Feira de Santana



Mais Notícias

    Duas noites para reconhecer e premiar grandes personalidades ligadas à ...

    Forró, baião, quadrilha, xaxado e xote. O ritmo pode até ...

  O projeto de MEDIAÇÃO CULTURAL do Centro Cultural e Restaurante de Feira d...

    Recentemente Ramon Lima se apresentou no Café Teatro SESC com um show m...

    Nesta segunda-feira, 27, o NEOJIBA abre mais de 300 vagas para prática ...

    Uma noite de homenagem a Janis Doplin. A rainha do rock and roll será i...

    Pela quinta vez consecutiva, o Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo re...

    A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) vai disponibilizar 1...

    “Nem sei descrever minha emoção em fazer essa apresenta&cc...

    Neste domingo (15), às 16h, no palco da Getúlio Vargas, no Natal...


Página de 40
| | | | |

 

Apoio Cultural:


New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados