Fechar Página

Sandro Penelú
É Cantor, compositor e violonista profissional, com especialização em violão popular e dissonante. Foi vencedor do Festival de Música da antiga Rádio Cultura, em 1988, recebendo ainda troféu melhor arranjo e melhor interpretação. Em 1989, participou do projeto “OFICINA DE MÚSICA”, coletânea gravada com diversos artistas emergentes da época, na qual, além de intérprete de sua própria música, foi também convidado especial para vocal em todas as faixas e responsável pelos arranjos de violão, participando também como diretor musical daquele projeto. Foi vice-campeão do I MUSIFEST, realizado no palco do Feira Tênis Clube (1991).
 
Conquistou por dois anos consecutivos o troféu Melhor Voz e Violão do Ano (1992 e 1993), promovido pela Nativa Chic Produções. Foi co-produtor e arranjador do disco de Janno, no qual uma música sua foi gravada, “Encanto”, a qual seguiu durante dez anos sendo tocada no rádio! Foi também finalista do I FECON, festival de música realizado em 1997, no palco do CCAAm, participando do disco deste festival em duas de suas faixas, um feito praticamente inédito em se tratando de festivais. Participou também como arranjador do disco de Almery Bastos, no qual tem uma participação especial em uma das faixas e acaba de lançar o seu próprio CD.
 
Sandro Penelú atua em casas de show, em Feira de Santana, há exatos vinte e um anos, sempre desfilando um repertório à base da MPB e Pop Nacional, além de exercer outras atividades vinculadas a arte e a noite feirense, sendo também colunista do Jornal “Feira Noite e Dia”, onde mantém uma coluna sobre atividades artística e uma agenda, na qual divulga seu trabalho e dos demais colegas artistas que a ele solicita.
 
Podemos afirmar que Sandro Penelú, é parte da Cultura e da noite feirense, por seu excelente trabalho, e também por seu espírito de solidariedade aos demais artistas da comunidade.
 
(VIVA FEIRA 2010)
 
SANDRO PENELÚ TEM A EXELÊNCIA DE SER UM CRIADOR INQUIETO, QUE ESTÁ SEMPRE SE RENOVANDO, POR ISSO MESMO, ELE ELABOROU VÁRIOS BLOGS PARA EXPRESSAR SUA ARTE LIVREMENTE. CONHEÇA OS TRABALHOS DE SANDRO, ALÉM DO CANETA AFIADA:







Encantos e desencantos


Publicado em: 08/04/2021 - 16:04:27


A mulher é o ser magnífico da Criação. É a mulher a responsável pelo amor mais sublime aqui na Terra: o amor de mãe. É a alma feminina a que mais detém a sensibilidade, a ternura, a criatividade, o carinho...

 

A despeito de todas essas qualidades, Deus obviamente não daria a todas as mulheres o privilégio do encantamento, da sedução e da beleza física, que, aliás, é a responsável, hoje em dia, pela primeira aproximação do homem.

 

Existem, portanto, as feias. Mas dizem que quem ama o feio, bonito lhe parece. E em se tratando de mulher, isso é mais terrível ainda, afinal o homem é medonho de nascença. Que me desculpem os amigos, mas eu não sei como é que uma mulher consegue se atrair por um bicho tão feio como o homem... (rsrsrs)

 

A mulher que é uma unanimidade em termos de feiúra, aquela que ninguém quer nem banhada de mel, passa por situações vexatórias e desconcertantes. Está sempre sozinha, pois é constantemente discriminada na turma. Quando está com alguma amiga e chega um “Mauricinho” qualquer, ele logo tasca um beijo na bonitinha e depois olha assim para a cara da feia e diz: “Oi, tudo bem”? kkkk

 

Existe ainda aquela que tem um corpo maravilhoso, sedutor, capaz de provocar inveja às mais belas mulheres do mundo, mas o seu rosto acaba não agradando. Essas dificilmente encontram alguém, pois o seu principal atrativo é o corpo, apenas cobiçado para aventuras e mais nada. Quando engravida, é um Deus nos acuda. Corre para abortar, pondo em risco a própria vida. Geralmente, não conseguem e aí tocam a bola pra frente como mães solteiras, rezando para que seu bebê tenha um futuro digno e próspero.

 

Não podemos deixar de citar aquela que tem um rosto belíssimo e encantador, praticamente perfeito, porém quando mostra o corpo consegue espantar qualquer um. Essas geralmente nunca arriscam levantar-se da mesa de um barzinho para não passar vergonha. (Cá, cá, cá, cá!)

 

Por outro lado, existem aquelas deusas encarnadas. O conjunto físico é perfeito. Corpo e rosto perfeitos. Mas é justamente nesse grupo de mulheres que se encontram as mais orgulhosas, vaidosas e insensíveis. Na sua maioria, são como cobras lisas e criadas que sabem como e onde picar, ferir e destruir.

 

Mulheres, mulheres, mulheres... Assim mesmo, não conseguimos viver sem elas (isso para os que gostam da “fruta”). Kkkkk

 

Mas você que é feinha, ou feia mesmo, não fique desanimada. Eu, particularmente, adoro uma mulher feia. A gente sempre acaba arranjando outra... (Cá, cá, cá, cá!)

 



Fonte:







Página de 258




(75) 4141-2757 (fixo) e (75) 8821-6940



New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados