menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Santos
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
UEFS INICIA CALENDÁRIO EXPOSITIVO DE 2019 COM DUAS GRANDES MOSTRAS


Publicado em: 17/03/2019 - 02:03:46
Fonte: Release do MRA - Museu Regional de Artes


    A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) convida a comunidade para vernissage dos artistas Antonio Carvalho de Novaes, Albery França e Avany França, na próxima quinta-feira (21), às 20h. A mostra fica em pauta até 17 de maio no Museu Regional de Arte (MRA), localizado no Cento Universitário de Cultura e Arte (Cuca), com objetivo de propor panoramas discursivos sobre tendências artísticas contemporâneas, a partir de pinturas e fotografias, abordando universos, singularidades, distintas histórias e territórios.
    A exposição Ocaso - Aleijadinho, Arte e Fé tem sua temática voltada à reprodução artística, em óleo sobre tela, das faces dos profetas esculpidos em pedra-sabão por Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, que estão no adro da basílica de Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas (MG). Também consta da exposição telas representando as faces de diversos personagens dos Passos da Paixão, igualmente elaborados pelo mestre Aleijadinho e que integram o Santuário de Bom Jesus de Matosinhos.
Antonio Francisco Lisboa é considerado a maior expressão da arte nacional. O tema central de suas obras é a religiosidade e as imagens sacras que produziu e que se caracterizam pela leveza, simplicidade e dinamismo, com traços marcantes do mestre.
   A denominação da exposição, Ocaso - Aleijadinho, Arte e Fé, homenageia o poema Ocaso do modernista Oswald de Andrade, que esteve em Congonhas (MG) em meados de 1920 e resgatou a importância do Aleijadinho para a arte, a cultura e a história do país.
As esculturas do Aleijadinho remetem a manifestações de fé e religiosidade, conferindo à exposição um valor transcendente, de variados significados, conduzindo o visitante a uma experiência singular de fruição estética, sensorial e poética.
    Antônio Carvalho de Novaes reside em Feira de Santana-BA e teve seu primeiro contato com as artes plásticas aos 13 anos de idade. Quando chegou à vida adulta interrompeu suas produções artísticas para cuidar de sua formação, da família e da carreira no serviço público.
Em 2014 retomou suas produções de forma entusiasmada e no ano seguinte realizou exposição na cidade de Zwolle, próximo a Amsterdam, Holanda. Em 2016 apresentou a exposição Recortes de Feira de Santana na Galeria de Arte Carlo Barbosa, em Feira de Santana.

Dois Irmãos

    Dois irmãos, dois olhares, duas câmeras, duas formas de perceber o mundo. Albery França, feirense, profissional, surdo. Ávany França, feirense, curiosa, cidadã do mundo. Juntos, eles levam ao Museu Regional de Arte duas percepções de mundo por meio da fotografia.
    "Dois Irmãos, duas formas de perceber o mundo" é um convite a uma viagem de muitas nuances por meio da arte da fotografia e do olhar de dois irmãos fotógrafos, filhos da terra. Os olhares de dois filhos da terra que se unificam em forma de 25 fotografias que vão além dos limites da Princesinha do Sertão.
    Albery, por meio de suas lentes, retrata a Bahia de forma amplificada, já que, como profissional fotógrafo surdo, as suas imagens são captadas por uma percepção aguçada que transcende o limite da visão.
    Ávany traz a sua perspectiva multicultural, por meio das suas andanças e experiências dos diversos países que já visitou. "Um universo, por vezes, tão alheio ao nosso, mas que pode, também, confundir-se com o que nos é familiar", afirma.
    A mostra será aberta pelo poeta feirense Antônio Braga. Hoje residindo em São Paulo, se dispôs a viajar a Feira de Santana especialmente para declamar poesias no vernissage.



Apoio Cultural:



Semana do Emprendendorismo

Higienizar

Viva Feira
New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados