menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Angels
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
Eu, uma máquina

Cogito
Publicado em: 18/07/2017 - 08:07:47
Fonte: Maiara Angels


    Sou uma máquina, mas não daquelas inteligentes que guiam as pessoas de acordo com suas necessidades. Eu sou guiado, e todas as minhas ações e vocábulos são repetições ensinadas por quem me controla.
    Sou eficiente, meus mecanismos satisfazem a sociedade capitalista. Não faço escolhas, questiono ou opino sobre nada, enquanto assim for, todos estarão felizes.
    Sou uma máquina. Faço meu trabalho com satisfação, assim como as muitas máquinas que servem; uns produzindo, outros consumindo, e quem nos controla enriquecendo.
    Sou necessário, apesar de ser desvalorizado e muitas vezes ridicularizado. Faço parte da base que sustenta o topo, e sem a base tudo desmorona, e o peso some. Talvez eu não queira ser máquina, ou controlado, ou base... Servi-los não é tão bom assim... Não gosto deles pensando por mim... Esse peso desconforta-me...
    Acho que esse pensamento fez-me humano.



 




Apoio Cultural:



Rua Vida
New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados