menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Angels
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
FLU FOI TERCEIRO DE RENDA E PÚBLICO NA SÉRIE D

Torcida tricolor foi presente nos jogos e criou nova perspectiva financeira para o clube
Publicado em: 15/09/2016 - 12:09:13
Fonte: Release de Cristiano Alves - Ascom Fluminense de Feira


    O Fluminense encerrou a sua participação no Campeonato Brasileiro da Série D no último final de semana. E mesmo com a competição ainda em andamento, o tricolor feirense vai ficar entre as agremiações que obtiveram maior presença de público em seus jogos e maiores arrecadações, situações que podem importantes para o futuro imediato da equipe.
    De acordo com levantamento feito pelo Departamento Administrativo e Financeiro  do clube, no momento, o Fluminense é o terceiro colocado geral em média de público com pouco mais de 4 mil expectadores pagantes em seus jogos no Joia da Princesa e nestes confrontos teve uma arrecadação superior a R$ 220 mil. “No momento só perdermos para o CSA-AL e Moto Club-MA que estão classificados para a semifinal da Série D e já têm vagas na Série C de 2017. Isso é muito bom porque mostra a nossa força e nos ajuda a vislumbrar um futuro melhor para o clube”, afirmou Mizael Freitas, diretor administrativo  e financeiro.
    Em termos práticos, o Fluminense está mantendo as suas obrigações em dias com os órgãos federais, bem como mantendo atualizada a situação de atletas e funcionários. “Tudo isso nós estamos mantendo em dias e registrando através de relatórios que estão sendo enviados a Federação Bahiana de Futebol (FBF), pois de acordo com a nova legislação a equipe que não mantiver estas situações atualizadas pode sofrer sanções e ter grandes prejuízos e a nossa luta hoje é para manter o equilíbrio neste setor também”, disse Mizael Freitas.
    O clube passou por muitas dificuldades, mas com todo o sacrifício vem buscando cumprir a risca um planejamento nesse setor. “Tivemos grande dificuldade sem o Joia da Princesa desde o encerramento da 2ª divisão no ano passado, aliado a isso tivemos também esta crise que de qualquer maneira inibe investimentos maiores por parte dos patrocinadores, mas mesmo assim projetamos o clube e o bom é que estamos cumprindo nossas metas abrindo novas perspectivas para o futuro próximo”, argumentou o dirigente.
 
COPA ESTADO
    O clube já tem no papel o planejamento para o restante do ano, quando ainda vai disputar a Copa Governador do Estado. “Até aqui nossas despesas com pagamento de atletas, funcionários e comissão técnica estava em torno de R$ 147 mil, mas para a Copa Estado projetamos uma redução de 30 a 40% deste montante, ou seja, para que não tenhamos maiores problemas temos que dispor de R$ 100 mil mensais para ficar tranquilos e administrar o clube sem sustos”, projetou Mizael Freitas.
    O dirigente está no aguardo do Departamento de Futebol para fazer os ajustes e assim o clube seguir sua vida do ponto de vista administrativo e financeiro. “Vamos aguardar a definição de quem ficará e quem sairá para que os ajustes sejam feitos e possamos tocar o clube com tranquilidade, mesmo reconhecendo as dificuldades, principalmente neste momento de retração das empresas, mas vamos continuar acreditando e projetando o clube para o futuro”, afirmou Mizael Freitas.



Apoio Cultural:



Micareta 2017
New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados