menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Angels
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
BRASIL NEFASTO


Publicado em: 05/07/2016 - 16:07:30
Fonte: Cézar Ubaldo


    Passei um tempo, depois de algum tempo, pensando entre o escrever ou não escrever algo sobre política. Não, a Politica como Ciência; mas, sobre a politicagem que se estabeleceu no Brasil, com políticos, Instituições jurídicas, empresários e mais, todos envolvidos em processos diversos de corrupção, ao lado da venalidade, como se o nosso território fosse um grande chiqueiro, o que entristece todo e qualquer brasileiro que tenha o mínimo de caráter.
    O Brasil é um país ímpar desde a sua descoberta e criação como Estado, e isso por   exemplo de uma República podre, com todos os vícios, como se fosse um cartel de entorpecentes distribuindo drogas para todo o povo brasileiro, seja através de golpes militares, como já ocorreu, seja como o golpe branco de agora, elevando à condição de interinidade  um político também cheio de processos, mas tendo o apoio da grande mídia e de parte do judiciário para fazer um trampolim até 2018 quando de qualquer jeito elegerão o Neves como presidente da República para a  satisfação de um caduco FHC, que muito pouco fez quando  presidente.
    O Brasil é um país estranho nas suas concepções de Direito, de visão de mundo, de ideal de sociedade e, quando imaginamos que estamos avançando em termos sociais, a elite  assustada esquematiza o golpe, afasta do poder a presidente eleita por vontade popular e coloca um indivíduo, um politico não menos viciado com outros tantos para administrar a vida de milhões de brasileiro, até primeiro de janeiro de 2019,isso porque todas as cartas já estão marcadas para o impedimento definitivo de Dilma, mesmo havendo uma série de comprovações, até mesmo de auditores do Senado de que o que ela cometeu não pode ser classificado como crime de Responsabilidade Fiscal.
    E vamos retrocedendo com o uso da força militar, quiçá de assassinatos, prisões questionáveis, outras legais e, ao lado dessa realidade, a ocultação judicial dos criminosos, corruptos de outros tantos partidos, demonstrando que a cegueira da justiça brasileira se detém a um olho, apenas..
    Quando estudamos Etnografia, encontramos uma divisão social "interessante": o gripo do eu e o grupo do outro. O grupo do eu é o que simboliza todos aqueles que detêm o poder, dominam todas as instituições dentro de uma Superestrutura, ou Estado, enquanto o grupo do outro,é a parte onde se encontram os componentes da sociedade dos invisíveis, os homens e mulheres que efetivamente trabalham para por as cidades do país em  dimensões de progresso, de desenvolvimento, enriquecendo cada dia mais os homens que controlam a Rede de Poder.
    Hoje, vemos através da mídia televisiva e lemos nas revistas e jornais, fatos e mentiras, uma e outra com aval de quem deveria estar de um ou de outro lado, absorvendo apenas os interesses da nação e, não, os pessoais. A República da banana deve ir para o plural: Repúblicas das bananas que socialmente tem muito pouco a oferecer agora para uma parcela gigantesca da população que sempre teve os seus direitos cassados pelos interesses do direito dos que fazem parte do grupo do eu, sem que verdadeiramente haja o Direito dentro do Brasil.
.



Apoio Cultural:



Escola Interativa
New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados