menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Santos
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
CUCA PROMOVE EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL COM ARTISTAS DE FEIRA, CANADA E EUA


Publicado em: 14/05/2019 - 01:05:18

    A Universidade Estadual de Feira de Santana promove a exposição internacional Prisma, no Museu Regional de Arte (MRA), localizado no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca). O vernissage será nesta quinta-feira (16), às 19h30, com exposição de fotografias do Grupo Quanta, composto pelos artistas plásticos feirenses Edson Machado, George Lima, Juraci Dórea e Maristela Ribeiro, da convidada Karen Ostrom, canadense radicada nos EUA, além de apresentação musical do duo de violão Lázaro Amaral e Hamilton Gonçalves.
    A ‘Exposição de Artes Visuais Prisma – Projeto de Intercâmbio Artístico e Cultural Brasil, EUA e Canadá’ ficará em cartaz até 31 de julho de 2019. Conforme Maristela Ribeiro, artista visual e curadora da mostra, a ênfase está na produção contemporânea com plataforma que abrange compartilhamentos poéticos, de debates e também de reflexões sobre a arte, a vida, a cidade, o contexto social e o cotidiano.
    Na mostra, Edson Machado exibe imagens capturadas em ‘Vernissages’, onde, através da técnica fotográfica de sequência, flagra momentos e situações reveladoras da íntima relação da obra de arte com o crítico, curador, artista e público. Por sua vez, George Lima apresenta ensaio fotográfico ‘Figuras’, composto por 12 imagens criadas a partir de marcas da infância, com proposta de reflexão sobre temas aparentemente contraditórios: a estabilidade e o desequilíbrio, a fragilidade e a solidez, a resiliência e a vulnerabilidade.
    Juraci Dórea expõe oito trabalhos da série ‘Arte para ninguém’ e quatro desenhos sobre cerâmica. São obras recentes em que o artista coloca em discussão certas nuances da arte contemporânea, como o significado da contemplação, a obsessão pelo espetáculo e a ruptura da aura do objeto. Os trabalhos situam-se nos limites da arte efêmera, do ‘site specific’ e da ‘landart’, mas têm como ponto central a figura do espectador ausente.
    Maristela Ribeiro apresenta fotografias aéreas – ‘plongées’ – da série ‘Calle de Libreros’ realizada na rua de mesmo nome, durante estância doutoral em Valência, na Espanha. A artista expõe a ilusão da referência realista, por meio de uma outra percepção do espaço, marcada pela distância exagerada entre a objetiva e seu referente. A mudança do ponto de vista busca desafiar a perspectiva clássica.
    A artista canadense radicada nos EUA, Karen Ostrom, apresenta fotografias, instalações ciclorâmicas, vídeos e trilhas sonoras. Os trabalhos integram um projeto em desenvolvimento, no qual a artista cria uma certa atmosfera combinada a um jogo visual complexo, que exige uma apreciação cuidadosa por parte do espectador.
    Karen Ostrom, há mais de 20 anos, reencena episódios do cotidiano como recurso para dar prosseguimento a uma vila de pescadores fictícia, inspirada na história da sua família e na migração dos escandinavos para a costa noroeste do Canadá. As obras vislumbram um conjunto que propõe um contraponto entre o histórico e o contemporâneo, seja caminhando por entre uma versão do ‘Três de Maio de 1808’ de Goya, ou noutra, em um cenário mortal dos anos de 1920.

AUTORIA: Release do CUCA - Ascom UEFS



CERVEJARIA SERTÕES E HOTEL IBIS PROMOVEM FESTIVAL BEBA CIDADE

Festival terá cervejas artesanais, música e gastronomia como atrações!

Publicado em: 09/05/2019 - 04:05:47

    A Cervejaria Sertões, em parceria com o Hotel Ibis – Feira de Santana, realizará na próxima sexta-feira (10) e no sábado (11), o festival de cervejas artesanais, música e gastronomia: Beba a Cidade.
    O Festival Beba a Cidade contará com a presença de sete cervejarias artesanais, a maioria delas de Feira de Santana (Brassaria de Vidro, Zartchmann Bier, Dragórnia, Cervejaria Aguste, Bressy Beer, Cervejaria Sméra e Sertões).
    Também será proferida uma palestra sobre o mercado cervejeiro, além de atrações musicais, lançamento de cerveja, cardápio gourmet exclusivo do Hotel Ibis, brassagem coletiva (produção de cerveja) e um #TapWall com oito estilos de cervejas a serem comercializadas no evento.
    O Festival Beba a Cidade acontecerá na parte interna do Hotel Ibis e tem entrada gratuita. Na sexta (10), as atividades começam às 16 horas e no sábado (11), a partir das 8 horas. As atrações musicais do festival serão as bandas Casa Pronta, Sofie Jell e Com Gosto de Blues.

SERVIÇO
O QUE: Festival Beba a Cidade
REALIZAÇÃO: Cervejaria Sertões e Hotel Ibis Feira de Santana
QUANDO: Sexta (10), a partir das 16 horas, e sábado (11), a partir das 8 horas
ONDE: Hotel Ibis Feira de Santana – Avenida Cel. José Pintos dos Santos, nº 700 – Bairro São João – Ao lado do Boulevard Shopping
QUANTO: Entrada gratuita


AUTORIA: Release de Laísa Melo e Elsimar Pondé



FEIRA DA MULHER EMPREENDEDORA (FeME)

Edição Dia das Mães - Acontecerá nos dias 04 e 05 de maio de 2019 (das 9h às 19h do sábado e das 9h às 13h do domingo) no edifício da Unit (Universidade Tiradentes), 1º andar (Av.Getúlio Vargas, 1331 – Centro).

Publicado em: 02/05/2019 - 03:05:00

    Um evento com entrada gratuita! No entanto, quem quiser, poderá fazer doação de 1 kg de alimento não perecível que será encaminhado para atividades solidárias em Feira de Santana.
O evento conta com uma programação dinâmica de mini palestras, rodas de conversas e oficinas. Para participar basta se inscrever pelo link que está na bio da FeMe no Instagram: (@feiradamulherempreendedora2019)
    Contará ainda com exposição de produtos e serviços de qualidade em stands de vendas destinados ao público feminino. Atração musical voz e violão de João Lomba (Vinny) e um espaço kids.
    A FeME conta com o apoio da Unit (Universidade Tiradentes); Emeset Design e Fica Dica.
Evento realizado por Love’s Lingerie e organizado por Euge Corporeum; Mimos Baby; Integração – Inovação e Projetos; Harmonia – Estúdio de Beleza; Patrícia Makiyama – Centro Especializado em Unhas; M&H Imports e, Larissa Carmo Foto & Filme.
    Contando ainda com as parceiras de: Stoner Rock Tattoo; Larissy Souza Confeitaria; Adriana Santana Sobrancelhas; Dany’s Crochet; CEAPE (Centro de Apoio aos Pequenos Empreendimentos do Estado da Bahia); Eudore-se; Flor de Festa Cerimonial; Sakura – Estética e  erapias; A Miscelânea Modas; Stúdio Évely de Paula e Gal Moreira – consultora Natura e O Boticário.


AUTORIA: Release de Eliandra Coelho Machado
Fotos




PROGRAMAÇÃO OFICIAL DA MICARETA


Publicado em: 25/04/2019 - 18:04:52

 


AUTORIA: Secretaria de Cultura do Município



ARTISTAS FEIRENSES LEVAM PROJETO PARA ÁFRICA

Na programação estão previstas oficinas, palestra e exibição de documentário

Publicado em: 03/04/2019 - 01:04:12

    O projeto “Circulação da Música Afro-Baiana 2019” levará o produtor cultural Uyatã Rayra e os músicos Bel da Bonita e Ravel Conceição do grupo musical Africania para África do Sul e Moçambique. A circulação internacional terá início nesta sexta-feira (5) e retorno no dia 22 de abril.
    Oriundos de Feira de Santana, os integrantes do projeto pretendem estabelecer um intercâmbio entre a cultura musical da Bahia e dos países visitados. Serão ministradas oficinas rítmicas de Samba de Roda do Sertão e de Forró Pé-de-Serra, além de uma palestra sobre as influências do samba nos ritmos de forró.
    O cronograma contará com atividades nas cidades de Pretória (África do Sul) – 8 a 10 de abril –, e Maputo (Moçambique) – 17 a 20 de abril. As ações ocorrerão no Centro Cultural Brasil-África do Sul e no Centro Cultural Brasil-Moçambique.
    A programação contará ainda com a exibição do documentário “Os 8 Baixos de Bié”. Com direção de Eduarda Canto e Uyatã Rayra, o filme conta a saga de Francisco Sena – músico popular de Feira de Santana que toca sanfona de oito baixos embalado pelos batuques do samba de roda.
    O artista promovia uma “JAM” de samba todas as segundas-feiras no Centro de Abastecimento de Feira de Santana, até ser proibido pela direção do Centro.
    O projeto foi aprovado na 4ª Chamada do Edital de Mobilidade de 2018 e conta com o apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.
    O projeto também tem o apoio cultural do programa Flotar, além do apoio institucional da Embaixada do Brasil na África do Sul e Embaixada do Brasil em Moçambique através dos seus Centros Culturais.

AUTORIA: Release do Projeto - Elsimar Pondé
Fotos




“CONFISSÕES DE AFRODITE” E “DEPOIS DA ESCURIDÃO”

Têm Lançamento marcado no MAC - Dia 03/04/2019

Publicado em: 27/03/2019 - 23:03:50

    Na próxima quarta-feira, dia 03 de abril de 2019, no Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira – MAC, acontecerá o lançamento dos livros de poesia “Confissões de Afrodite” e “Depois da Escuridão”, das poetas baianas Rita Queiroz e Alexandra Patrocínio, publicados pela Editora Penalux e com projeto gráfico de Karina Tenório.
    Em "Confissões de Afrodite", Rita Queiroz apresenta o amor em toda sua plenitude; explorando-o a partir dos sentidos humanos. A autora se destaca pela leveza do seu fazer poético, fazendo-nos sentir as emoções do sujeito lírico e mergulhar no cálice prenhe do amor, provocando sensações táteis, gustativas, olfativas, auditivas e visuais em leitores ávidos por uma volúpia literária. A verve poética desta obra retrata o amor como “um perfume de absinto em noites de girassóis”; que ora “embriaga os sentidos” e explode como vulcão, e que ora se manifesta em calmaria. Escritora de mãos hábeis, Rita Queiroz escreve nos lençóis das páginas com batom vermelho e em braile, deixando no ar o rastro suave da gardênia na cama leve da poesia - por Alexandra Patrocínio.
    "Depois da escuridão" é um livro que aborda os diferentes caminhos de catarses de Alexandra Patrocínio. Através de um eu lírico marcado por memórias altamente íntimas e reflexivas, Alexandra exala ideias questionadoras, sensíveis e poéticas sobre as diversas questões da alma humana. O tinteiro poético da aurora conduz o leitor a experiências inigualáveis e norteadoras. Afinal, depois da escuridão sempre vem a clareza. Clareza tão necessária quanto “girassóis em noites escuras”- por Rejane Aquino.

AUTORIA: Release do Evento



ROÇA SOUND E IORIGUN SÃO ATRAÇÕES DO BAILE SURREALISTA HOJE NO CCAA

Evento faz releitura de festa francesa que reunia membros de sociedades secretas na década de 70

Publicado em: 23/03/2019 - 16:03:28

    O Teatro Arena do Centro de Cultura Amélio Amorim recebe neste sábado, 23, a sétima edição do Baile Surrealista. O Roça Sound e a banda Iorigun estão entre as atrações confirmadas na programação, que começa às 15h.
    O Baile Surrealista é uma releitura de uma festa francesa que reunia artistas e membros de sociedades secretas na década de 70 e pretende discutir as relações entre arte e esoterismo através da música, dança, artes visuais, tatuagem e oficinas.
    Este será o primeiro show do Roça Sound após a divulgação do novo single “Bota o teu”, que mostra um pouco do que está por vir no álbum “Tabaréu Moderno”, com previsão de lançamento para este ano. Já a origun traz para o palco o show de “Skin”, segundo álbum da banda, lançado em 2018.
    Os ingressos estarão à venda apenas na portaria do evento pelo valor de R$15,00.

AUTORIA: Release da VAGALUME PRESS - Ana Paula Marques



UEFS INICIA CALENDÁRIO EXPOSITIVO DE 2019 COM DUAS GRANDES MOSTRAS


Publicado em: 17/03/2019 - 02:03:46

    A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) convida a comunidade para vernissage dos artistas Antonio Carvalho de Novaes, Albery França e Avany França, na próxima quinta-feira (21), às 20h. A mostra fica em pauta até 17 de maio no Museu Regional de Arte (MRA), localizado no Cento Universitário de Cultura e Arte (Cuca), com objetivo de propor panoramas discursivos sobre tendências artísticas contemporâneas, a partir de pinturas e fotografias, abordando universos, singularidades, distintas histórias e territórios.
    A exposição Ocaso - Aleijadinho, Arte e Fé tem sua temática voltada à reprodução artística, em óleo sobre tela, das faces dos profetas esculpidos em pedra-sabão por Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, que estão no adro da basílica de Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas (MG). Também consta da exposição telas representando as faces de diversos personagens dos Passos da Paixão, igualmente elaborados pelo mestre Aleijadinho e que integram o Santuário de Bom Jesus de Matosinhos.
Antonio Francisco Lisboa é considerado a maior expressão da arte nacional. O tema central de suas obras é a religiosidade e as imagens sacras que produziu e que se caracterizam pela leveza, simplicidade e dinamismo, com traços marcantes do mestre.
   A denominação da exposição, Ocaso - Aleijadinho, Arte e Fé, homenageia o poema Ocaso do modernista Oswald de Andrade, que esteve em Congonhas (MG) em meados de 1920 e resgatou a importância do Aleijadinho para a arte, a cultura e a história do país.
As esculturas do Aleijadinho remetem a manifestações de fé e religiosidade, conferindo à exposição um valor transcendente, de variados significados, conduzindo o visitante a uma experiência singular de fruição estética, sensorial e poética.
    Antônio Carvalho de Novaes reside em Feira de Santana-BA e teve seu primeiro contato com as artes plásticas aos 13 anos de idade. Quando chegou à vida adulta interrompeu suas produções artísticas para cuidar de sua formação, da família e da carreira no serviço público.
Em 2014 retomou suas produções de forma entusiasmada e no ano seguinte realizou exposição na cidade de Zwolle, próximo a Amsterdam, Holanda. Em 2016 apresentou a exposição Recortes de Feira de Santana na Galeria de Arte Carlo Barbosa, em Feira de Santana.

Dois Irmãos

    Dois irmãos, dois olhares, duas câmeras, duas formas de perceber o mundo. Albery França, feirense, profissional, surdo. Ávany França, feirense, curiosa, cidadã do mundo. Juntos, eles levam ao Museu Regional de Arte duas percepções de mundo por meio da fotografia.
    "Dois Irmãos, duas formas de perceber o mundo" é um convite a uma viagem de muitas nuances por meio da arte da fotografia e do olhar de dois irmãos fotógrafos, filhos da terra. Os olhares de dois filhos da terra que se unificam em forma de 25 fotografias que vão além dos limites da Princesinha do Sertão.
    Albery, por meio de suas lentes, retrata a Bahia de forma amplificada, já que, como profissional fotógrafo surdo, as suas imagens são captadas por uma percepção aguçada que transcende o limite da visão.
    Ávany traz a sua perspectiva multicultural, por meio das suas andanças e experiências dos diversos países que já visitou. "Um universo, por vezes, tão alheio ao nosso, mas que pode, também, confundir-se com o que nos é familiar", afirma.
    A mostra será aberta pelo poeta feirense Antônio Braga. Hoje residindo em São Paulo, se dispôs a viajar a Feira de Santana especialmente para declamar poesias no vernissage.

AUTORIA: Release do MRA - Museu Regional de Artes



VIVEIRO (DE ARARA)


Publicado em: 13/03/2019 - 12:03:16

    Esse meu novo conjunto de cantos, VIVEIRO (de Arara), nasceu de uma necessidade crescente em dar novos ares à minha prática poética, rumo a um lirismo inspirado especialmente na cultura popular. Esta é a primeira vez que desenvolvo um livro de poemas em torno de uma temática exclusiva e com um sotaque próprio. Por isso, fui em busca de uma  certa alteridade, experimentando trocar o eu-lírico pelo eu-público, sob a persona autoral de Arara. A defesa do meio ambiente é o tema geral do livro, que procura um diálogo entre minha visão de mundo e a urgente consciência coletiva sobre a sustentabilidade. De certa forma, o objetivo final é chamar a atenção do leitor para a responsabilidade social que ele tem como cidadão diante da ideologia do consumo desenfreado que ameaça cruelmente nosso querido ecossistema.
    VIVEIRO é dividido em duas partes: FEIRINHA e MEU AMBIENTE. Na primeira, faço dos frutos da terra os elementos centrais dos cantos, transplantando o ambiente das feirinhas de bairro (tradicionais em Feira) para esse meu novo universo simbólico. Da mesma forma, a maravilhosa tradição literária dos cordelistas é base importante para as estruturas de versificação. Desse modo, os cantos estão impregnados de recursos lúdicos que buscam ambientar o leitor num lugar da cultura nordestina que lhe é familiar. Na segunda parte, MEU AMBIENTE, volto minha atenção para a urbanidade, numa crítica afiada contra as ações humanas depredatórias. O tom de exaltação à natureza funde-se aqui a momentos de protesto e reivindicação, com cores de ativismo ambiental.
    VIVEIRO tem prefácio da poetisa Telma Siqueira, que num dos trechos afirma: “No conjunto, são cantos de declaração de amor à vida, à alegria e à leveza, sentimentos que justificam o anseio do poeta por uma vivência natural e harmoniosa com o meio ambiente.”; a editoração é de Edson Maxado, para a Coleção Aldebarã do MAC/Feira, com apoio da Fundação Cultural Egberto Costa; as ilustrações foram feitas especialmente para o livro pelo artista visual e teatral José Arcanjo; e o design da capa é do jornalista e diagramador João França. Além disso, o livro teve a consultoria do renomado poeta Roberval Pereyr, que colaborou com sugestões preciosas.

SERVIÇO
O QUÊ: Lançamento do livro VIVEIRO (de Arara), de Araylton Públio.
ONDE: MAC/Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira.
QUANDO: 21 de março de 2019, às 20h00. Entrada franca.
VALOR DO LIVRO: 10,00 (dez reais).
[Estudante paga a metade]

AUTORIA: Release do Autor



Mais Notícias

    O Feira Noise, festival de artes integradas em Feira de Santana (BA), recebeu ...

    O show 60 Anos de Bossa Nova marca o retorno da banda Baiana Bossa ao palco da...

    O espetáculo Claro/Com Certeza, será apresentado no próxi...

    A 6ª edição do SambaZouk Feira é o momento ideal par...

    Você tem ideia do que é um cuscuz “avexado”? Alguma v...

    Aconteceu no último sábado,  03 de novembro, o workshop de ...

    O livro do IV Concurso Municipal de Poesia de Feira de Santana Prêmio Ge...

    A formação prévia em Publicidade talvez explique o tom pr...

    Na segunda-feira (29/10) o grupo de pesquisa TRACE, vinculado ao Departamento ...


Página de 30
| | | | |

 

Apoio Cultural:


New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados